Sabe aqueles dois ou três quilinhos que você quer emagrecer? Calma: pode não ser gordura e sim inchaço!

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=delas%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237508742552&_c_=MiGComponente_C

Você faz aquele esforço para ficar com o corpo em dia e, de repente, percebe que a barriga aumentou, assim como as coxas e até um pouco do bumbum, mesmo com tanto sacrifício? Calma: antes que bata o desespero, verifique se você engordou mesmo ou se o problema é um inchaço causado pela retenção de líquidos.

A retenção de líquidos geralmente ocorre por excesso na ingestão de sódio e pouca ingestão de líquidos, mas também pode ter causas hormonais, explica a nutricionista Vânia Alonso. E é exatamente essa questão hormonal, tão presente nas diferentes fases da vida da mulher, que pode fazer a diferença: Algumas mulheres apresentam mais inchaço do que outras no período pré-menstrual, e são sensíveis a hormônios, independentemente da dosagem. Por este motivo, mesmo as pílulas anticoncepcionais mais modernas podem gerar a retenção hídrica, afirma a nutricionista.

Inchaço ou gordura?
Mas como saber se é inchaço ou se realmente o problema é com a balança? Claro que existem os testes caseiros, como apertar a pele e verificar se aparecem marcas esbranquiçadas dos dedos, mas será que isso é eficaz?

Esses métodos até têm algum sentido, mas o melhor deles é avaliar a ingestão alimentar do dia anterior: se ingeriu muito sódio, certamente estará mais inchada no dia seguinte, orienta Vânia. Segundo a nutricionista, podemos inchar mais após um churrasco, uma refeição no restaurante japonês (devido ao molho shoyo) e depois daquele happy hour regado a álcool. Mas não é só nessas ocasiões especiais que consumimos muito sódio: até uma inofensiva sopa pronta, daquelas de pacote, apresenta altíssima concentração de sódio, então é bom estudar bem os valores nutricionais desses produtos industrializados. O que ajuda bastante é incluir alimentos diuréticos na dieta diária, como chás, sucos e alimentos ricos em potássio e magnésio, como espinafre, agrião e as folhas verde- escuras, ensina a nutricionista.

E o que mais se pode fazer para combater a retenção de líquidos? Vânia afirma que a drenagem linfática, a ingestão adequada de líquidos, a atividade física regular e uma visita ao médico para acompanhar o funcionamento hormonal amenizam muito o problema.

Drenagem Linfática, a nossa aliada
A fisioterapeuta Solange Manfrin, proprietária da clínica Sol - Saúde e Beleza, compartilha da mesma opinião que a nutricionista: A drenagem linfática é muito eficaz contra a retenção hídrica, mas não de forma isolada. É preciso fazer exercícios físicos constantemente e ingerir cerca de dois litros de água por dia, afirma. A mulher que só fizer a drenagem linfática sem mudar hábitos nocivos não verá tantos resultados.

Segundo Solange, a drenagem linfática, especialmente a manual, estimula até mesmo o sistema imunológico, já que manda embora não só os líquidos em excesso como também as toxinas. É especialmente recomendada no período pré-menstrual, mas deve ser feita regularmente: É como no dentista: devemos ir pelo menos a cada 6 meses e, no caso da drenagem, fazer 10 sessões por semestre. A frequência das sessões também é muito importante, e o ideal é que a mulher faça de 2 a 3 sessões por semana. Uma sessão por semana é apenas para aquela mulheres que fazem drenagem o ano todo, pois já estão com o sistema estimulado, explica.

Porém, devemos ter cuidado com as promessas milagrosas e as expectativas irreais, pois a drenagem linfática apenas desincha, não emagrece. É essencial que se procure um lugar confiável, onde os profissionais façam perguntas sobre sua saúde antes de iniciar o tratamento. Isto porque, em alguns casos como gravidez ou pós-operatório, a drenagem é feita de maneira diferente. Sem contar que pacientes que estejam tratando um câncer ou que estejam com descontrole hormonal ou vascular não devem fazer drenagem antes da autorização de seu médico, conclui Solange.

Serviço:
Vânia Alonso
Clínica Mário Warde
(11) 3031-3636

Solange Manfrini
Clínica Sol Saúde e Beleza
(11) 5092-4321
http://www.solsaudeebeleza.com.br/website/index.asp

    Leia tudo sobre: dieta
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.