Entrevistamos cinco mulheres bonitas, cada uma no seu estilo, e fizemos a mesma pergunta: ¿O que é beleza para você?¿. As respostas são deliciosas...

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=delas%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237508692711&_c_=MiGComponente_C

Acordo Ortográfico

(Arquivo Pessoal)
Ana Paula Barbi, 25 anos, escritora
O cliché diz que beleza é se sentir bem com você mesma, mas eu acho que beleza é se sentir bem com os outros. Veja bem, eu não passo o dia na frente do espelho. Ninguém passa. Por mais narcisista que uma pessoa seja, não tem como gastar mais de, sei lá, três horas se olhando no espelho. Quem me olha o tempo todo são os outros, então para me sentir bonita, ou preciso me transformar em um protótipo de beleza que agrade a todas as pessoas do mundo , ou então não ligo para o que os outros vão pensar e me aceito como sou . Escolho a segunda opção.

(Arquivo Pessoal)
Má R., 20 anos, (aspirante a) fotógrafa

"Beleza é todo um conjunto. Beleza envolve humor, a relação da pessoa com o mundo e as outras pessoas, tratamento, vaidade... É um conjunto de coisas que cria uma aura na pessoa e que a torna bela. Eu não me acho bonita. Eu me acho no conjunto. Quando eu consigo unir de forma equilibrada esses pontos, é quando eu fico bonita, quando vejo beleza, e é aí que entra a questão do conceito e personalidade . Desde mais jovem falo que meu corpo é minha tela de pintura, e que se eu não posso expressar por palavras, eu expresso com o corpo. E eu acho que a beleza mais agressiva é mais profunda na expressão."

(Arquivo Pessoal)
Angela Carneiro, 54 anos, escritora

Minha mãe era linda. Tinha orgulho disso. Tinha sido rainha da beleza infantil, e depois contava que, ao ganhar o prêmio de Embaixatriz da Juventude, Getúlio Vargas teria dito: Ó! Eu pensava que o prêmio era de inteligência, e não de beleza! Ela gostava de ser bonita. E contava que eu, quando criança, quando ouvia que era linda, respondia com raiva: Não sou linda, não! . Mas eu não me achava linda mesmo. Linda era minha amiga Mônica, com seus olhos azuis. Mas também não me importava. No entanto, na puberdade, ser bonita começou a fazer sentido. No espelho, tudo era defeito ¿ só as sobrancelhas me agradavam. Mas hoje, o espelho é meu amigo. Primeiro porque já não enxergo os detalhes mesmo, isso ajuda. Segundo, porque gosto de envelhecer . Mesmo com as sobrancelhas nevadas e rebeldes, gosto dos cabelos invernando e gosto de cada ruga, principalmente os sulcos em torno da boca, que mostram o quanto eu ri. Hoje, minha mãe não me acharia bonita, acho que ela se foi com o braço esticado, mandando eu pintar os cabelos. Mas, mãe, hoje, aos 54 anos, eu sou linda, sim!

(Arquivo Pessoal)
Livia Forte, 26 anos, jornalista de moda
Beleza é quando você se sente confortável com o que vê no espelho , dentro da sua própria pele. Cada um tem o seu padrão, o seu gosto, e a diversidade é que é o mais legal. Claro que se existem meios para ficar mais bonita, sou totalmente a favor, mas sem paranóias. Todo mundo não só pode, como deve ser sempre mais bonito que puder. Mas nada disso adianta se você se olha e não gosta do que vê. Por mais clichê que seja, beleza vem de dentro, mesmo.



(Arquivo Pessoal)
Clarah Averbuck, 29 anos, escritora
Quem soube definir beleza mesmo foi a Catarina, minha filha de 5 anos, compondo uma canção e batucando sobre uns fuscas dos anos 60: 'diferentes e bonitos, diferentes e bonitos!' Beleza são as peculiaridades que aqueles que não tentam seguir um padrão imposto (sabe-se lá por quem a essas alturas) carregam seja no nariz adunco, em um olharzinho meio enviesado... Enfim, beleza é personalidade. E cérebro, claro, por favor, que isso nem precisa falar. Alguém avisa as galere que não adianta ficar fazendo plástica buscando a perfeição com a foto de outra pessoa em mão?

E pra você, o que é a beleza?

Leia mais sobre: beleza

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.