Os mesmos perfumistas que criam as fragrâncias mais sofisticadas do mercado também fazem perfumes baratinhos

NYT

Os amantes de perfume agora podem comprar, por preços populares, fragrâncias formuladas por perfumistas que criam obras de luxo. Na Target, hipermercado dos EUA, é possível comprar por US$ 19,99 (aproximadamente R$ 45) um vidro de perfume desenvolvido pelo mesmo “nariz” que fez o par de fragrâncias da marca de nicho Atelier Cologne, dona de frascos enfeitados com ouro e prata e que custam R$ 195 (aproximadamente R$ 450).

Chamado de “Red Promisia”, o perfume baratinho faz parte da linha para corpo e banho da marca Sonia Kashuk, que inclui também géis de banho e loções para o corpo, e foi lançada em novembro de 2013. “Red Promisia” é um exemplo da mudança no mercado de fragrâncias populares, que começam a sofisticar-se , tanto no aroma quanto na embalagem. Os preços continuam baixos, mas a aparência e aroma aproximam-se mais dos balcões chiques do que você esperaria encontrar em um hipermercado.

Jérôme Epinette, perfumista sênior da Robertet Fragrances, criou os perfumes da coleção de Sonia Kashuk para Target, e muitas outras fragrâncias de luxo
NYT / Deidre Schoo
Jérôme Epinette, perfumista sênior da Robertet Fragrances, criou os perfumes da coleção de Sonia Kashuk para Target, e muitas outras fragrâncias de luxo


"Os consumidores estão procurando mais sofisticação nos produtos", afirma Karen Grant, vice-presidente e analista global de beleza na NPD Group, uma empresa de pesquisa de mercado. "Temos visto isso também em maquiagem e cuidados com a pele. Os produtos em geral estão cada vez mais elegantes, e faz sentido que isso também aconteça com as fragrâncias. O consumidor quer uma experiência mais refinada".

"Os consumidores estão mais sofisticados em todas as categorias de beleza", diz Jeff Falk, editor-chefe das revistas especializadas em cosméticos “Global Cosmetic Industry” e “Cosmetics & Toiletries”. “A fragrância é uma categoria aspiracional, por isso, embora eles possam não querer gastar os muitos dólares que um perfume de nicho ou de grife pode custar, os consumidores ainda querem e esperam as mesmas boas notas e sofisticação das fragrâncias”.

A Bath & Body Works, com 1636 lojas na América do Norte, renovou a sua coleção de produtos perfumados em outubro de 2013, com uma embalagem mais sofisticada. A marca também aumentou o investimento nos ingredientes dos perfumes, mas mantendo o preço antigo para o consumidor.

Laboratório da Robertet Fragrances em Nova York
NYT/Deidre Schoo
Laboratório da Robertet Fragrances em Nova York


"Os fabricantes estão percebendo que, se eles querem manter seus consumidores, eles têm de elevar a qualidade do que oferecem", disse Ann Gottlieb, um consultor de fragrância que desenvolveu aromas para Calvin Klein e Marc Jacobs, bem como para a marca popular de desodorantes Axe. "As empresas com as quais eu trabalho estão percebendo que um produto melhor atrai mais compradores, mesmo."

Alguns dos perfumes desenvolvidos pela Robertet
NYT/Deidre Schoo
Alguns dos perfumes desenvolvidos pela Robertet

Para a surpresa de alguns consumidores, muitas marcas populares são desenvolvidas pelas mesmas casas de fragrâncias que criam perfumes de luxo vendidos por preços muito maiores. A Robertet Fragrances, que criou os elementos olfativos da linha de Sonia Kashuk, também formulou fragrâncias para marcas como Bottega Veneta e Chloé. Givaudan faz perfumes para a Banana Republic, bem como para xampus e sabonetes da Unilever, e perfumes famosos, como “Opium”, “Poison” e “Angel”, também. International Flavors & Fragrances veio com o perfume “Forever Midnight” para Bath & Body Works e trabalhou em perfumes para Prada, Estée Lauder e Lancôme. Firmenich trabalhou em fragrâncias para Marc Jacobs e Dolce & Gabbana, assim como para Victoria’s Secret.

"Não há outras casas de fragrância para ir", diz Elizabeth Musmanno, presidente da Fragrance Foundation, uma organização comercial. "Se você quer fazer um produto popular ou sofisticado, tem que ir para os mesmos perfumistas, e só há um alguns deles no mercado. A perfumista que trabalha em um perfume de alto nível também pode trabalhar em uma fragrância popular. São os mesmos narizes, a mesma pessoa e o mesmo nível de compreensão do mundo do perfume".

Embora também criem perfumes caríssimos, de primeira linha, as casas de fragrância estão cada vez mais confortáveis ​​com seus projetos menos luxuosos. “Eles se orgulham do alto volume de venda desses produtos” diz Harry Slatkin, consultor para Bath & Body Works e fundador do Slatkin & Co., uma linha de fragrância para casa. “Todo mundo está sempre preocupado com a sofisticação, mas não há nada mais sofisticado do que ter uma empresa que fatura bilhões de dólares por ano.”

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.