O cirurgião plástico Dr. Alexandre Passos esclarece dúvidas das leitoras relacionadas à cirurgia plástica

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=delas%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237508731470&_c_=MiGComponente_C

Tenho 50 anos, 1,58 m e 80 kg, nunca fui magra e acredito que com essa idade não vou emagrecer mais. Gostaria de fazer a abdominoplastia e redução de mama, para harmonizar o corpo. Em resumo, sei que vou continuar gordinha, porém sem barriga e seio flácido. É possível fazer a cirurgia nessas condições? - Maria Simonte

Seu IMC é 32 (Índice de Massa Corpórea ¿ peso dividido pela altura ao quadrado). Por essa medida de padrão internacional, você se encontra na faixa de obesidade grau I (30 a 34,9). No seu caso, seria aconselhável emagrecer pelo menos uns 10 quilos , chegando ao IMC 28, na faixa de sobrepeso.

No entanto, é possível fazer a cirurgia plástica com IMC 32, uma vez que esse índice serve apenas de controle e parâmetro - não é um indicador do limite de peso para uma cirurgia plástica. O exame físico e a indicação médica são soberanos. Vale ressaltar que esse excesso de peso não deve estar alterando seus níveis corporais do ponto de vista clínico, ou seja, é importante que você esteja com índices normais de pressão, glicemia, colesterol etc. E, ainda, que o ideal é que a cirurgia plástica seja feita no momento de peso mais próximo do normal.

Esta cirurgia é indicada, algumas vezes, por questão de higiene por causa do excesso de pele caída. Se você se sente relativamente satisfeita com seu corpo, mesmo com peso em excesso, ela dará um conforto maior e ainda pode elevar sua autoestima, com melhora do seu contorno corporal. Nesse caso, servirá de estímulo para mudança de hábitos ¿ exercícios físicos e dieta ¿ e, por consequência, nova perda de peso. Se, após a cirurgia, você emagrecer mais, provavelmente terá de submeter-se a outro procedimento para complementar o contorno corporal.

Como você mesma pode ter sentido, a indicação de cirurgia plástica em pacientes com sobrepeso ou obesas tem várias observações a serem feitas. Neste curto espaço discutimos algumas, mas ¿ volto a frisar ¿ procure um cirurgião plástico habilitado de sua confiança e converse com ele sobre suas expectativas e a real efetividade da cirurgia.

Você tem dúvidas sobre cirurgia plástica? Envie um email com sua pergunta para plasticavoce2.0@ig.com.br !

*Alexandre Piassi Passos é cirurgião plástico formado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. É membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBPC). Atua em sua própria clínica - a Clínica Passos de Cirurgia Plástica - e também pertence ao corpo clínico de hospitais como Sírio Libanês, Oswaldo Cruz e Albert Einstein. Tem trabalhos publicados em periódicos nacionais e internacionais e é autor e co-autor de capítulos em livros científicos.

*Receba essa e muitas outras notícias no seu celular. Envie igmoda para 49094.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.