Saiba qual é a dieta do momento e como fazer para entrar em forma sem precisar fazer muito esforço

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=delas%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237508660181&_c_=MiGComponente_C

Kilinhos extras já viraram rotina na vida de quem vive na correria. Má alimentação, falta de tempo e sedentarismo são os maiores responsáveis pelas gordurinhas indesejáveis no final da semana.

Para resolver esse problema não existe dúvidas:  nada melhor do que uma dieta equilibrada e saudável, conta a nutricionista Andrezza Botelho da Silva, que investe pesado na nutrição funcional - aquela que ajuda o corpo e combate os desequilíbrios nutricionais, estruturais e hormonais, como por exemplo estresse, alterações imunológicas e busca a interação corpo-mente.

O médico endocrinologista Dr. Marcio C. Mancini concorda que o segredo de uma boa dieta nada mais é que a reeducação alimentar : "Corrigir velhos hábitos na alimentação, incluir atividades físicas na rotina, reduzir gorduras, açucares e aumentar o consumo de saladas e frutas".

Mas quando o tempo é nosso inimigo, nada melhor que correr para a nutricionista e pedir aquela dieta fácil de seguir e sem as loucuras das dietas radicais, que cortam praticamente tudo de nossa alimentação.

Dia-a-dia
Seguir rigorosamente uma programação nutricional requer paciência e muita dedicação, mas as melhoras são visíveis depois de alguns dias garante a nutricionista: "nosso corpo sente uma melhora geral, isso porque nossas células são formadas exclusivamente por nutrientes e nós por células, portanto todas as nossas funções são dependentes de uma nutrição adequada". Isso quer dizer que uma alimentação equilibrada é fundamental.

É altamente recomendado não cair na tentação e evitar qualquer tipo de alimento que fuja do prescrito pelo profissional: "Tomar muita água facilita a eliminação de toxinas, neste caso as células de gordura; se alimentar de 3 em 3 horas para manter o metabolismo ativo, aumentar o consumo de frutas, legumes e verduras pois esses alimentos além de nutrirem, diminuem a apetite por doces; evitar alimentos ricos em gordura e açúcares, além de praticar atividade física regular - uma simples caminhada já é suficiente" analisa Andrezza Botelho.

Atenção!
Seguir um 'regime' não é fácil, por isso caso você queira desista no meio do caminho, fique atento às dicas do Dr. Marcio: "Seu peso pode permanecer estável ou aumentar drasticamente e todo seu organismo fica vulnerável a doenças como pressão alta, diabetes e colesterol".

Agora se você manter o controle e deixar de lado seus velhos hábitos, tudo tende a mudar e para melhor no final do tratamento. Como isso é possível? "O próprio organismo se encarrega de avisar quando o paciente começa a sair do ritmo. Quando se perde peso junto com a reeducação alimentar, você passa a ter novos hábitos alimentares e dificilmente volta a ganhar peso". Quase um milagre de se alcançar nos dias de hoje.

Para entrar em forma não existem truques. Imponha limites a si mesmo e aprenda a ouvir o que seu corpo tem a dizer, já que muitas vezes ele próprio emite vários sinais, e nós não prestamos a atenção necessária. Fuja da preguiça e adquira novos hábitos.

Abaixo um dia da dieta funcional, elaborada pela nutricionista Andrezza Botelho da Silva.


CARDÁPIO FUNCIONAL

Café da manhã:
Omelete ou ovo mexido feito com 2 claras e 1 gema, 1 fatia de pão integral light c/ 1 fio de azeite extravirgem e orégano + 1 xícara de chá verde + suco de fruta natural diluído (2/3 da fruta e 1/3 de água e/ou gelo) + 1 maçã

Lanche da manhã:
1 água de coco + 2 castanhas do Pará

Almoço:
1 prato de salada de folhas, salpicada com gergelim + 1 filé de salmão assado ou grelhado (180g) + 1 xíc. (chá) de espinafre cozido + 2 colheres de sopa de arroz integral + 1/2 xíc. (chá) de uva escura ou 1 prato de salada de folhas verdes e tomate + 1 xíc. (chá) de brócolis temperado com limão + 1 filé de frango grelhado com ervas finas (180g) + pegador de macarrão integral c/ molho ao sugo + 1 mexerica.

Lanche da tarde
1 fatia de melão, envolvida por uma fatia de peito de peru ou 1 pote de iogurte desnatado com 1 col. (chá) de linhaça dourada

Jantar
1 prato de salada de tomate com cebola, azeite extravirgem e suco de limão + 1 filé de frango grelhado (180g) + 1 xíc. (chá) de legumes cozidos no vapor + 1 kiwi ou 1 prato de salada de pepino e tomate com azeite extravirgem e suco de limão + 1 filé de peixe branco médio grelhado (180g) + 1 xíc. (chá) de couve-de-bruxelas com lascas de amêndoas + 1 xíc. (chá) de morangos picados

Ceia:
Chá de camomila



Dra. Andrezza Botelho da Silva é Pós-graduada em Nutrição Clinica Funcional/UNIB S.P.
Dr. Marcio C. Mancini é Médico Assistente Doutor do Grupo de Obesidade e Síndrome Metabólica da Disciplina de Endocrinologia e Metabologia do HC-FMUS

Leia mais sobre: nutrição funcional

    Leia tudo sobre: dieta
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.