Não é de hoje que a celulite, uma das principais vilãs das mulheres, tem assombrado o sonho de ter um bumbum perfeito. A última famosa a ser flagrada cheia de furinhos foi a atriz Mischa Barton

Já é a segunda vez que ela se descuida, deixando à mostra, apesar da magreza, a pele com aquele aspecto de casca laranja.

Mas, afinal, por que mulheres cada vez mais jovens e (pasmem!) magras têm apresentado as tão indesejadas imperfeições? Será descuido, genética ou a rotina que mudou de vez?

Hábitos do mundo moderno, como a vida sedentária, maior consumo de álcool e início do uso de anticoncepcionais ainda na adolescência, aliados às novas fases hormonais, má circulação e até a um fator genético, são as principais causas do aparecimento da celulite nas jovens, explica a Dra. Meire Parada, especialista em Cosmiatria pela Unifesp (Universidade Federal de São Paulo).

Segundo a dermatologista Dra. Carla Albuquerque, os primeiros sinais de celulite começam na menarca, primeira menstruação da mulher, quando há um crescimento da taxa de estradiol , hormônio feminino que altera o tecido conjuntivo e aumenta a quebra das fibras de colágeno. Essa ação favorece a retenção de líquidos, que irá inchar as células de gordura, criando dessa forma uma espécie de relevo sobre a pele. A alimentação também não favorece. As jovens têm uma dieta com a quantidade de sódio muito alta, o que colabora ainda mais para a retenção de líquidos.

Como a origem da celulite parte de diversos fatores, o procedimento correto para acabar com elas exige uma mudança total dos hábitos de vida. Isso pode ser aliado a tratamentos estéticos que irão complementar a luta contra as imperfeições indesejadas.

A Dra. Meire indica os cremes vendidos nas farmácias para ajudar as mulheres, pois podem amenizar a celulite. Porém, ela alerta que esses cosméticos ajudam apenas superficialmente e que um melhor resultado pode ser conquistado quando aliado a uma mudança na alimentação e vida sedentária. Cremes à base de derivados de cafeína ou café verde ajudam bastante no tratamento em casa, pois esses ativos estimulam a quebra de gordura, explica a dermatologista Dra. Carla.

Para quem já está numa fase mais critica, o mais indicado são os tratamentos feitos nas clínicas estéticas. Além da drenagem linfática, que estimula a circulação , outro aparelho tem feito sucesso nas clinicas. O Manthus emite o ultra-som que quebra as células de gordura e também possui correntes elétricas que estimulam os vasos linfáticos, indica Dra. Carla.

Outro procedimento que traz bastante resultado é a mesoterapia. A paciente deve ter cuidado, pois esse é um procedimento médico e apenas especialistas podem realizá-lo. Nas sessões, são aplicadas na derme agulhas com uma mescla de ativos que irão estimular a circulação, quebrar a gordura e ainda melhorar o tônus da pele, explica Dra. Carla.

Esses tratamentos requerem, na maioria das vezes, dez sessões para uma melhoria aparente no local. Ainda assim, já é possível se animar com os resultados na quinta sessão.

Defenda-se da celulite! Uma alimentação saudável, ingestão de dois litros de líquidos por dia e exercícios aeróbicos que estimulam a oxigenação nas células devem ser o primeiro passo. E bumbum igual ao da Mischa, jamais!

Leia mais sobre: celulite

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.