Dicas e conselhos preciosos que vão ajudar você a proteger sua pele nesse verão

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=delas%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237508742706&_c_=MiGComponente_C

Tanto se fala sobre filtro solar, e mesmo assim ainda erramos tanto. Muitas pessoas só utilizam o produto na praia, outras se esquecem de utilizá-lo nos dias nublados ou acham que dentro de ambientes estamos protegidos. Em busca de respostas completas e dicas práticas, nada melhor do que ouvir uma especialista como a dermatologista Ligia Kogos.

Confira a galeria com sugestões de produtos que vão proteger a sua pele no verão

Estamos em um ótimo momento, pois há menos de um mês, a Assembleia Legislativa de São Paulo aprovou um projeto de lei que modifica a condição dos produtos destinados à proteção dos raios solares (protetores e bloqueadores). A partir do momento em que o governador José Serra sancionar esta lei, os protetores e bloqueadores solares não serão mais considerados itens cosméticos, e sim itens de saúde, reduzindo seus impostos, barateando muito seu custo e possibilitando que mais pessoas possam comprá-los, conta Dra. Ligia.

A médica conta que, por mais que se fale sobre a necessidade do uso de protetores solares, a incidência do câncer de pele está aumentando no Brasil e no mundo. Se antigamente a camada de ozônio era como um filtro natural, hoje em dia ela protege muito menos do que antes. Isto ocorre, pois essa camada, que já é muito fina, com cerca de 3 mm de espessura, ainda apresenta zonas de esburacamento e recebe uma radiação muito mais danosa, explica a dermatologista.

Raios UVA e UVB
Se antes era preciso reparar se os protetores e bloqueadores solares ofereciam uma boa proteção contra os raios de tipo UVB, hoje também devemos levar em conta a proteção contra os raios do tipo UVA. Mas qual a diferença entre os dois tipos de raios?

Os dois tipos de raios causam danos à pele. Porém, além dos danos, não podemos nos esquecer que a radiação solar é necessária para a existência da vida, a fixação de cálcio e a síntese de vitamina D. Também é antibacteriana e indispensável para as crianças, para os homens na idade madura e para as mulheres após a menopausa. Além disso, o sol é um antidepressivo natural e pode melhorar alguns problemas de pele, como a acne. Nos tempos atuais, a tecnologia possibilita que a gente usufrua de todos esses benefícios sem sofrer os danos, ressalta a Dra. Ligia.

Segundo a dermatologista, enquanto os raios UVB estão mais presentes das 10h às 14h, incidem mais superficialmente e causam típicas queimaduras solares com danos imediatos, os raios UVA estão presentes durante todo o tempo, penetram mais profundamente na pele e são responsáveis por danos mais profundos, como as manchas escuras, a degeneração do colágeno e o envelhecimento. Os dois tipos de raios alteram o DNA da célula.

É muito mais difícil se proteger dos raios UVA, afirma a médica. Se encontramos fator de proteção solar UVB em níveis de 50 e 60, não encontramos os raios UVA um fator de proteção solar maior do que 15. Para complicar, nem estando sob o guarda-sol ou usando roupas estamos completamente protegidos dos raios UVA, que penetram pela roupam e causa lesão a médio e longo prazo. Sabe quando você volta bonita das férias, mas depois de um mês sua pele está manchada? São os raios UVA, explica a Dra. Ligia.

Aplicando o protetor solar
Um dos grandes segredos do bronzeado bonito e saudável é a aplicação do protetor. Para que você não fique mais com áreas vermelhas, manchas e aquela cor exagerada, basta seguir as dicas da especialista:

Para ficar com um bronzeado homogêneo, você deve aplicar o produto ainda em casa, sem roupa, antes de colocar o biquíni. Espere uns dois minutos para que o produto seque e só então coloque a roupa de banho, diz a Dra. Ligia. Aplicando num ambiente fresquinho você evita transpirar o produto antes mesmo de sua fixação. Evita também as famosas manchas perto das alças do biquíni e um protetor mal espalhado por vergonha ou constrangimento de passar o produto no corpo na frente de outras pessoas. De acordo com a dermatologista, assim você potencializa a ação protetora do filtro, já que ele demora de dez a quinze minutos para ser absorvido.

E quando devemos reaplicar o produto? No ambiente urbano, basta passar um hidratante com FPS 15 pela manhã e a pessoa já está protegida, afirma a médica. Já na praia, tudo depende do tipo de atividade que você pratica. Se você costuma tomar sol, caminhar e dar uma entradinha na água, basta uma reaplicação, até porque hoje os filtros mais modernos possuem silicone em sua composição, o que os torna parcialmente à prova d´água. Já para o esportistas, aqueles que transpiram muito, que correm e praticam esportes, o correto é aplicar de uma a duas vezes, já que a transpiração varre o filtro solar da pele, explica.

Qual o melhor FPS?
A Dra. Ligia ensina que FPS, ou Fator de Proteção Solar, significa o quanto aquele produto vai proteger a pessoa. Por exemplo, se uma moça branquinha levaria 10 minutos para ficar vermelha, com um FPS 15 ela estaria 15 vezes mais protegida, ou seja, levaria 150 minutos para ficar vermelha, 2 horas e meia (10 minutos vezes FPS 15 = 150 minutos).

Segundo a dermatologista, a Organização Mundial de Saúde estabelece o FPS 15 como um fator que garante a exposição sensata ao sol. Porém, isso vai variar de acordo com o local, o clima e o tom da cútis de cada pessoa. Uma mulher com a pele mais morena ou uma mulher negra podem usar FPS 15 ou até menos. Já as pessoas mais claras devem utilizar o FPS 30.

Dicas finais
As mulheres devem se acostumar a proteger mais o rosto da exposição solar, diz Dra. Ligia. As mulheres brasileiras costumam utilizar a pílula anticoncepcional muito precocemente, e fatores hormonais acabam gerando maior propensão a manchas na pele. O ideal é que a mulher se habitue a utilizar um chapéu, viseira ou boné, pois desta forma o rosto fica mais protegido dos danos solares e ela fica mais bonita, orienta.

A médica diz que as pessoas se preocupam muito com o pós-sol, mas que hidratar o corpo antes da exposição solar com hidratantes que possuam em sua composição pantenol e ureia ajudam muito a proteger a pele.

Além disso, Ligia Kogos finaliza com uma dica simples e preciosa: É verdade que o betacaroteno pode garantir mais proteção e um bronzeado mais bonito. Tomar suco de cenoura ou mamão no café da manhã do dia em que você vai à praia já faz diferença. Se puder começar a consumir o suco dois ou três dias antes da viagem, melhor ainda. Depois dessa aula, só descasca quem quer!

Confira a galeria com sugestões de produtos que vão proteger a sua pele no verão

Serviço:
Dra Ligia Kogos
http://www.clinicaligiakogos.com.br/

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.