O problema que atinge milhares de mamães tem solução! Confira

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=delas%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237508726989&_c_=MiGComponente_C

Estou grávida há quatro meses e junto com a barriga, ganhei várias manchas escuras espalhadas pela pele. No começo, elas surgiram nos braços e agora estão em alguns lugares do meu rosto. Espero que daqui há cinco meses eu celebre a chegada do meu bebê e o desaparecimento dessas marcas horríveis, Sheila Castanho, 35 anos.

As marcas a quais Sheila se refere são bem comuns durante o período de gestação. Mas engana-se quem pensa que refletem sinal de doença: Estas manchas recebem o nome de melasma ou cloasma gravídico e não são uma doença, mas sim uma alteração temporária na pele, justifica a dermatologista, Christine Guarnieri.

O distúrbio de pigmentação da pele acontece devido às grandes mudanças que ocorrem no organismo decorrentes da gravidez. O aparecimento do melasma está diretamente relacionado às variações hormonais atingindo principalmente as mestiças ou mulheres de pele escura, mas também está ligado a grande exposição solar. Pacientes com antecedentes do problema antes da gestação são mais suscetíveis ao quadro e podem apresentar as manchas na região central da face, testa, braços, colo e mento.

Para evitar, deve-se proteger a pele do sol de maneira adequada, com o uso de filtro solares de amplo espectro e evitar a exposição ao sol após 10h da manhã e antes das 16h, explica Christine. É importante lembrar que o protetor precisa ser reaplicado de duas em duas horas e que, caso a mulher entre na água, deve reforçar o cuidado em seguida.

Quem já está com as manchas também tem que abusar do filtro solar com Vitamina C na fórmula. Outros tipos de cuidados só são possíveis após o parto, como explica Christine: A partir daí, pode-se fazer uso de ácidos associados à despigmentantes durante a noite junto com a aplicação de filtros solares pela manhã. Esse processo geralmente produz bons resultados.

Além destes, existem outros tipos de tratamentos para o melasma. Mas em qualquer hipótese, é importante consultar um dermatologista durante e após a gravidez. Exames clínicos são indispensáveis para garantir a saúde da mamãe e, é claro, do bebê!

    Leia tudo sobre: gravidez
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.