Pneuzinhos, culotes, barriguinha. Você faz dieta e até emagrece um pouco, mas as gordurinhas localizadas insistem em permanecer por ali. Saiba agora por que elas aparecem e já ao combate!

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=delas%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237508681417&_c_=MiGComponente_C

Acordo Ortográfico

O que é gordura localizada?
Gordura localizada é aquela que praticamente não se altera quando você emagrece, e geralmente se localiza nas mulheres, na região da barriga, bumbum, coxas e no culote. Suas causas são, principalmente, a obesidade e a predisposição genética e hormonal.

Medindo a gordura da cintura, dá para se ter uma ideia aproximada do índice de gordura visceral (dividindo-se a circunferência da cintura pela do quadril e formando uma relação). Cintura grande é sinal de uma maior probabilidade de gordura interna, o que predispõe a alguns problemas de saúde como colesterol alto, diabetes e alteração da pressão arterial.

A prevenção
Se você sabe que tem predisposição genética para ter gordura localizada (isto é, se as mulheres da sua família têm), é razão suficiente para se cuidar em dobro.

Pratique atividades físicas regulares e mantenha uma alimentação equilibrada ¿ uma reeducação alimentar orientada por um bom nutricionista faz milagres neste caso.

Tratamentos
Atualmente existem inúmeras opções no mercado estético disponíveis para quem tem gordura localizada. Obviamente, se você tiver sobrepeso, o primeiro passo é fazer uma reeducação alimentar para perder os quilinhos a mais.

Depois disso, algum tratamento estético com foco no combate à gordura localizada costuma dar bons resultados, e a associação de dois deles apresenta resultados ainda melhores.

A seguir, listamos nove, dos mais promissores tratamentos, de vários tipos e faixas de valores, para você escolher o que melhor se adapte ao seu estilo. Pneuzinhos, nunca mais!

Drenagem Linfática
Massagem bem suave que ajuda a levar a linfa até os gânglios, eliminando toxinas e excesso de líquido. É um jeito simples e relaxante de se combater a celulite e a gordura localizada, com ótimos resultados quando associada a algum outro tratamento. Pode ser feita semanalmente. Indolor.

Endermologia
Massagem feita por um aparelho, que associa drenagem linfática ao ultra-som. Sua massagem profunda estimula a circulação. As sessões são indolores e duram cerca de 40 minutos, uma ou duas vezes por semana. Indicam-se cerca de 10 sessões. Indolor.

Manthus
Ultra-som, quase sempre coadjuvante de outros tratamentos, é indicado principalmente para gordura do abdome e dos membros inferiores. Suas ondas agitam as partículas de água da região afetada, que colidem com as células adiposas, quebrando-as. A gordura destruída é metabolizada pelo fígado. A média são 15 sessões, duas ou três vezes por semana. Indolor.

Carboxiterapia
Injeções subcutâneas de CO2 (gás carbônico), para melhorar a oxigenação dos tecidos e a circulação sanguínea. São indicadas duas ou três sessões por semana, de 15 a 30 minutos (dependendo da região) cada. Dói um pouco.

Accent
Aparelho que emite uma radiação de alta freqüência, gerando calor que estimula o colágeno e tem ação inflamatória. As sessões são quinzenais ou a cada 20 dias, já que os resultados aparecem depois de 15 dias. Não dói (só esquenta), mas a pele pode ficar vermelha.

Vela Smooth
Emite ondas em radiofreqüência e em infra-vermelho que estimulam a produção de colágeno e promovem a oxigenação da pele. Funciona por sucção e massageia o tecido, reduzindo as medidas. Média de 16 sessões. Indolor.

Intradermoterapia
Também conhecida como mesoterapia, é a aplicação de medicamentos subcutâneos. O médico é quem vai escolher a mistura dos fármacos a serem utilizados. As sessões podem ser semanais ou duas vezes por semana. Pode doer um pouquinho.

HLPA
Hidrolipo. Injeta-se liquido no local afetado, fazendo com que a área inche. A célula de gordura absorve o liquido e aumenta seu tamanho, e então explode por meio de ultra-som. A gordura é aspirada por uma microcânula acoplada a uma seringa. O processo é indolor, pois o líquido injetado contem anestésico, e ocorre em consultório. O paciente deve usar cinta durante 2 ou 3 semanas, e tomar alguns medicamentos, conforme o caso. A drenagem e o ultra-som são fundamentais no pós-procedimento. Depois de 15 dias, pode-se voltar a fazer exercícios.

Tri-Active
Laser, crioterapia e massagem, juntos, prometem eliminar toxinas, oxigenar tecidos e resultar na perda da gordura localizada e da celulite no local afetado. 15 sessões em média, 2 ou 3 vezes por semana. Não dói, mas o frio (da crioterapia) pode incomodar um pouco.

Leia mais sobre: Gordura Localizada

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.