De uns tempos para cá, não se fala em outra coisa. Mas, afinal, por que é tão importante usar filtro solar?

Verão 2009

Esses produtos ainda não fazem parte da rotina das pessoas como um xampu, por exemplo. Mas deveriam. O sol causa problemas desde o envelhecimento precoce ao câncer de pele. O sol mais intenso e o buraco na camada de ozônio cada vez maior não é novidade. E, segundo o médico dermatologista Ademir Junior, os números denunciam, pois o índice de danos causados pelo sol é crescente.

Apesar de não estar dentro do ideal, os filtros de proteção solar já são mais comuns nas prateleiras. Hoje, encontramos um exército de produtos, para diferentes perfis e gostos, diz o dermatologista. Eles podem ser encontrados para todos o tipos de peles, idades e necessidades, inclusive para os mais novos.

E a variedade é imensa. Fluídos, géis, loções, sprays, cremes e até filtros com tonalidades de base para correção de manchas e imperfeições da pele, lista o médico. Há ainda os que estão em formulações com princípios ativos anti-envelhecimento ou que eliminam radicais livres, entre outras tantas opções, diz. E não só eles: Hidratantes, batons e outras maquiagens já contêm FPS.

O médico comemora. Em um país onde a grande maioria das pessoas costuma procurar um médico para se tratar só quando o problema já existe, a utilização dos protetores solares é um marco. A médica Anna Verônica Ziccarelli, especialista em Medicina Estética da Clínica La Belle, alerta que, no verão, principalmente, não basta apenas ficar no sol e se bronzear. 

Ela destaca que o sol é o culpado por cerca de 70% do envelhecimento da pele. Isso porque emite dois tipos de radiação ultravioleta. O raio UVA é responsável pelo envelhecimento, enquanto o UVB é o que queima e traz o risco de câncer diz Anna Verônica. Quando falamos em medicina do rejuvenescimento, a grande diferença, são os detalhes. Não basta aplicar o filtro apenas uma vez e pronto. É preciso repassá-lo de duas em duas horas e, se estiver na praia ou na piscina, sempre que sair da água, mesmo que o produto seja à prova d'água, destaca a médica.

Outros fatores como o suor e a areia que gruda na pele também acabam retirando a camada protetora do produto. Se você estiver na sombra, ótimo, mas, ainda assim, não pode dispensar o filtro, já que pegamos não só o sol que vem de cima, mas também os raios que são refletidos pelos lados. Na praia, por exemplo, a areia reflete 30% da luz. Já a neve reflete ainda mais, 90%, mas a diferença é que, no frio, estamos todos cobertos, por isso existe maior proteção, completa Anna Verônica Ziccarelli.

Usar bonés, chapéus, óculos-escuros e levar barraca quando for à praia são detalhes importantes. Para roupas, opte por tecido de algodão, que bloqueia a radiação solar melhor do que o tecido sintético", diz a médica da Clínica La Belle. Hoje em dia, existem até tecidos e óculos escuros com foto proteção. Para a praia, as melhores barracas, segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, são as feitas de algodão ou lona, que absorvem 50% da radiação ultravioleta. As de nylon formam uma barreira pouco confiável: 95% dos raios UV ultrapassam o material.

O ideal é ficar com uma cor bonita, e que dê uma aparência saudável. Quando estiver na praia ou na piscina, use sempre filtro solar. E ela relembra que o bronzeado deve ser gradual e o horário das 11h às 15h deve ser evitado. Também mantenha a hidratação. Tome muita água para não desidratar e ressecar a pele, completa a médica.

Leia mais sobre: filtro solar

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.