Especialistas respondem às dúvidas das leitoras e falam da remoção total dos pelos genitais

Se o verão pede praia, o biquíni exige uma depilação perfeita. Porém, cuidados são necessários para não danificar a pele, confira!

Leia também:
Depilação íntima total (total mesmo!)
Depilação x marcas no corpo
Mitos e verdades da depilação íntima

Corro algum risco de contrair doenças ao fazer a depilação total da vagina e do ânus com cera?
De acordo com Fernando Freitas, chefe de ginecologia do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, não há contraindicação médica. “Cuidados básicos de higiene são sempre necessários, claro. A cera precisa ser descartável e o procedimento feito com cuidado”, explica. Ainda de acordo com Freitas, a falta de pelos não favorece o aparecimento de infecções. “O pelo não tem função de proteger a vagina. Contudo, não são todas as pessoas que se sentem bem com esse tipo de depilação, essa é uma escolha muito pessoal”, conclui.

Cera quente pode causar queimaduras e manchas?
Se a cera não estiver na temperatura adequada, pode causar lesões, inclusive queimaduras, bolhas e deixar cicatrizes e manchas, explica a dermatologista Denise Barcelos. “A mancha é uma reação natural em casos de infecção na pele. Ela pode ser ocasionada por pelo encravado ou foliculite (pequenas bolhas parecidas com espinhas) na região depilada. Isso agride a pele e estimula o seu escurecimento”, diz.

Depilar o buço deixa a pele escura com aspecto de “bigode”?
Pode acontecer com mulheres que tomam pílula anticoncepcional. Nesses casos, a depilação seguida de exposição solar tende a escurecer a pele e causar o aparecimento do temido bigode.

Depilação estimula o aparecimento de espinhas?
Após a depilação, é comum as mulheres reclamarem do aparecimento de espinhas na região. Mas, na verdade, trata-se de foliculite, uma inflamação do folículo pilo-sebáceo (o orifício onde nasce o pelo). Uma esfoliação suave pode resolver os casos mais simples. Porém, a foliculite severa deve ser tratada por um dermatologista, muitas vezes com antibióticos.

A depilação com cera pode gerar flacidez?
Segundo a dermatologista Adriana Leite, não há o risco de flacidez. Isso porque o dolorido puxa-puxa tem ação superficial na pele.

Posso fazer depilação definitiva com laser no verão?
Apesar de alguns aparelhos modernos prometerem bons resultados em peles bronzeadas, muito comum no verão, é conveniente evitar. Além disso, após a depilação, a exposição ao sol fica proibida por pelo menos 15 dias. Mas se você pretende passar todo o verão bem longe do sol, então vá em frente.

Depilação com cera quente estimula o aparecimento de vasinhos nas pernas?
A cera quente pode romper alguns vasos mais delicados, mas não é comum. Esse problema, geralmente, é apresentado apenas por mulheres como tendência genética.

Cera quente escurece a virilha?
Sessões muito seguidas podem causar o escurecimento da virilha, principalmente quando há exposição ao sol sem proteção. Alguns tratamentos proporcionam o clareamento das manchas, como luz pulsada, laser e cremes clareadores contendo ácidos e vitaminas.

Algum procedimento preparatório favorece a extração dos pelos?
Uma esfoliação leve consegue liberar os pelos encravados e melhorar o resultado da depilação. Mas o ideal é ter bom senso na hora de depilar: espere o pelo crescer e não insista em removê-los ainda pequenos.

Leia também:
Coisa de Pele: depilação a laser X câncer de pele
Cremes redutores de medidas e celulite funcionam?
Dermatologista de estrelas dá dicas e recomenda tratamentos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.