Especialistas ensinam como evitar ou eliminar os indesejáveis pontinhos escuros

Ele é pequeno e irritante. As mulheres o conhecem na adolescência e, daí em diante, o embate é intenso. Apesar de comum e recorrente, muitas pessoas não sabem como combater e evitar os cravos. Para ajudar nessa verdadeira “guerra” contra os pontinhos escuros que aparecem na pele, conversamos com as dermatologistas Carla Albuquerque e Alessandra Nogueira, que respondem a dez dúvidas cruéis das leitoras.

Leia também: Técnica para extrair cravos e limpar a pele bomba na web e divide opiniões

Uma limpeza adequada da pele ajuda a manter os cravos longe
Getty Images
Uma limpeza adequada da pele ajuda a manter os cravos longe

1. Quais são os principais tratamentos contra os cravos?
O mais indicado é a limpeza de pele, que consiste na remoção dos cravos. Após o processo de limpeza, é importante usar um creme retinóide, derivado da vitamina A. Essa loção tende a inibir a formação de futuros cravinhos. Existem outros tratamentos, como peelings físicos, especialmente o de cristal.

2. Existe uma maneira de evitá-los?
Sim. Manter uma limpeza diária adequada é necessário para evitar o aparecimento de cravos. Para isso, lance mão de sabonetes específicos e loções adstringentes. Remover a maquiagem também é importante, além disso, a limpeza de pele periódica é indicada.

3. Como higienizar a pele corretamente?
Pessoas com tendência a ter cravos devem optar por sabonetes para peles oleosas, que contenham ativos como o ácido salicílico ou glicólico, enxofre, entre outros ativos. Os adstringentes devem ter substâncias que ajudem a controlar a oleosidade e que estimulem a remoção celular, tais como a sulfacetamida sódica e o ácido salicílico. A dermatologista Alessandra Nogueira recomenda a linha de sabonetes Dermotivin e ressalta que, quando se trata da pele da face, o melhor produto é o sabonete em espuma.

4. De quanto em quanto tempo devo fazer limpeza de pele?
Depende muito da propensão à acne do indivíduo. Um dermatologista poderá indicar a frequência necessária de acordo com cada paciente. Mas geralmente, o acúmulo de cravos indica a necessidade da limpeza. O ideal é não esperar a situação ficar crítica.

Leia também: Os tratamentos de pele mais indicados para fazer no inverno

5. Esfoliação é bom para eliminar os cravos?
A esfoliação pode ser feita desde que nenhum outro tratamento paralelo esteja sendo realizado. Contudo, ela tem efeito superficial, e não retira efetivamente o cravo da pele.

6. Por que os cravos aparecem com mais frequência no nariz?
A “zona T” (formada pela região da testa, nariz e queixo) é rica em glândulas sebáceas, que produzem mais sebo, e, por isso, a frequência de cravos aumenta.

7. Os cravos podem aparecer em outros locais do corpo?
O cravo é mais recorrente em locais que concentram as glândulas sebáceas. As principais áreas do corpo são: a região central da face, a região de tórax inferior, ombros e, às vezes, as costas.

8. Por que algumas pessoas têm mais cravos que outras?
Há pessoas com predisposição genética, e isso estimula o aparecimento de cravos. O tipo de pele também influencia, a pele oleosa é a que mais sofre com os pontinhos escuros. O uso de maquiagem e cosméticos gordurosos sem remoção adequada é problema recorrente; esses produtos podem obstruir os poros.

Leia também: Como higienizar os pinceis de maquiagem

9. Posso tentar tirar o cravo em casa?
Retirar um cravo não é tarefa muito fácil, e ficar cutucando em casa é totalmente inadequado. Além de não tirar, você ainda pode ganhar uma cicatriz no rosto. Somente uma esteticista experiente poderá fazer a remoção dos cravos. Para isso, ela usará vapor, emolientes e outros facilitadores.

10. Pessoas com poros abertos têm mais cravos?
Geralmente quem tem poros mais abertos também apresenta oleosidade na pele e, assim, mais cravinhos. Os tratamentos indicados são laser e peeling, que estimulam o colágeno, melhoram a sustentação da pele e firmam o tecido ao redor do folículo, que consequentemente diminui de tamanho.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.