As pílulas de beleza já garantiram seu espaço no mercado brasileiro, entenda agora como elas funcionam e quais seus reais benefícios

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=delas%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237508701192&_c_=MiGComponente_C

Já falamos, ano passado, sobre as pílulas da beleza , produtos que prometem prevenir o envelhecimento da pele e melhorar a beleza dos cabelos e das unhas, entre outras funções. 

Conversamos com a Dra. Monica Fiszbaum, dermatologista entusiasta dos nutracêuticos para tirar algumas dúvidas, agora que cada vez mais brasileiras vêm aderindo a este tratamento. Confira as respostas!

1. Há quanto tempo as pílulas com finalidades estéticas começaram a ser usadas no Brasil?

Estas pílulas já estão no mercado brasileiro há mais de dez anos. Desde que foram introduzidas no Brasil, as pílulas, que em sua maioria são desenvolvidas na Europa, foram bem-aceitas pelas mulheres.

2. O conceito destas pílulas é nutrir a pele de dentro para fora. Elas podem ser consideradas nutracosméticos?
Sim, na verdade estas pílulas nada mais são do que compostos proteicos e vitamínicos que se aproveitam da circulação da própria pele para nutri-la e tratá-la.

3. Quais são os princípios ativos que devem ser considerados nestas pílulas?
Em geral elas são formuladas à base de um complexo antioxidante de vitaminas E, A e C. Algumas pílulas específicas podem trazer na formulação alguns outros princípios ativos, como zinco, selênio, cromo, cravo-da-índia, isoflavona, bioflavonóides, óleos essenciais, colágeno marinho e manganês, entre outros.

4. Quais marcas são comercializadas no país e para que servem? 



Imeden, Sincera e Vivida

São medicamentos à base de vitaminas, extratos protéicos marinhos e óleos essenciais. Estas pílulas têm a função de hidratação e estimulação das fibras de colágeno e elastina da pele.




Solaire
Esta pílula é indicada especificamente para preparar a pele para exposição prolongada ao sol. Para quem pretende passar as férias na praia no próximo verão, essa pílula é super indicada, porque ela vai estimular a produção de melanina, prevenindo queimaduras solares. Além disso ela possui ativos que auxiliam na manutenção do bronzeado. A Solaire também possui ativos hidratantes, que evitam que o bronzeado fique com aspecto ressecado.

Hidratant
Esse medicamento tem ativos hidratantes. É indicado para quem tem a pele muito seca ou para quem está com a pele agredida por agentes externos, como sol, mar, piscina, poluição, alterações climáticas bruscas etc.

Viviscal, Pill Food e Capillaire
São pílulas com função de reposição protéica para os cabelos, com um complexo ativo de queratina. Elas agem contra a queda dos cabelos e estimulam a formação de novos fios.

Cellassene
Esta pílula tem fórmula italiana e é desenvolvida a base de ginkgo biloba, bioflavonóides (uva), extrato de cravo-da-índia, fucus vesiculosos, óleo de peixe e óleo de prímula. Recente no Brasil, ainda não é muito popular. Ela possui ação drenante, o que auxilia na eliminação de toxinas do organismo. Assim, diminui a retenção de líquidos na terceira camada da pele, que é onde se formam as temidas celulites. (Mas atenção: essa pílula pode ajudar no combate à celulite, mas sozinha não é muito efetiva, já que a celulite tem outras causas além da retenção de líquidos e toxinas.)

Aquadraiant
Essa pílula é recomendada para o combate à celulite e à gordura localizada, mas não é muito popular no Brasil.

Cenalfam
Essa pílula contém, além de um complexo vitamínico, selênio, cromo, zinco e manganês. Ela é indicada na prevenção do envelhecimento precoce.

5. Existe contra-indicação? Qual?
A única contra-indicação é para uma possível hipersensibilidade que o usuário possa vir a apresentar por algum dos componentes ou se o paciente tiver alguma alteração hepática que o impeça de ingerir estes medicamentos, pois são todos metabolizados pelo fígado.

6. Há uma faixa etária mínima para iniciar a ingestão dessas pílulas?
Não há uma idade certa, mas em geral proponho a partir dos 40 anos, porque antes disso é possível tratar a pele de outras maneiras e com mais eficácia.

7. Durante quanto tempo é preciso tomar?
Para um resultado satisfatório, elas devem ser ingeridas por no mínimo 3 meses ¿ tempo necessário para se verem seus efeitos reais.

8. Ela funciona melhor se for aliada a algum outro tipo de tratamento? Qual?
Sim, o uso destas pílulas não dispensa o uso de bons cremes ou tratamentos em clínicas dermatológicas. Elas são um tratamento complementar, e nunca devem ser usadas como solução única e definitiva.

Leia mais sobre: pele

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.