Na adolescência, ela causa insegurança e constrangimento. Na vida adulta, espanto

Acne também aparece na fase adulta
Getty Images
Acne também aparece na fase adulta
Ultrapassar a fase da juventude é pensar que os males típicos da época, entre eles a acne, ficarão no passado. O mal, porém, não tem idade e pode perturbar pelo menos 25% das mulheres maduras, estima a dermatologista Carolina Ferolla, de São Paulo. "Apenas 20% dos adolescentes continuam com acne na vida adulta. O restante, se voltar a ter, será por motivos diversos. São fases diferentes, portanto as espinhas têm características distintas", explica.

Repare: as balzaquianas sofrem com espinhas na área do queixo, boca e canto dos olhos, perto do couro cabeludo. "E, diferentemente dos jovens, que têm espinhas e cravos pelo rosto todo, sobretudo na zona T, as mulheres maduras apresentam o problema sempre no mesmo lugar. Onde sai uma, depois de curada, logo poderá sair outra", diz Carolina.

A dermatologista Flávia Addor, da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), afirma que, na maioria das vezes, as espinhas nessa fase são fruto de alterações hormonais típicas da idade, causadas pelo uso de anticoncepcional, reposição de hormônios ou mesmo por meio de suplementos. "Além disso, o ritmo de vida estressante e a má alimentação são dois vilões conhecidos da beleza", diz.

O resultado, segundo Flávia, é uma pele mais oleosa e propensa a desenvolver acne. A dermatologista lembra que o problema nesta fase pode, ainda, estar ligado a doenças ovarianas. "Por isso, é importante ir ao dermatologista para um exame clínico e, dependendo do diagnóstico, ao ginecologista ou endocrinologista", completa.

Limpeza

Outro fator de risco para mulheres adultas apresentarem acne, lembra a cosmetóloga Roseli Siqueira, de São Paulo, é o pouco caso com a limpeza da pele e, em contrapartida, o uso em excesso de cosméticos. "A partir dos 30 anos, torna-se comum o uso de cremes hidratantes, anti-idade, protetor solar e uma infinidade de cosméticos. Esse excesso, combinado com uma limpeza ineficaz, obstrui os poros, deixa a pele oleosa e culmina em acne e cravos", esclarece.

Mas não adianta lavar o rosto toda hora. "Isso só vai incentivar a pele a produzir mais sebo", alerta Flávia. De acordo com ela, o ideal é lavar três vezes ao dia. "E, pelo menos em uma delas, utilizar sabonetes e tônicos específicos para o tipo de pele."

Segundo Flávia, uma dica é ter sempre à mão lenços umedecidos. "São bons aliados para retirar o excesso de óleo no dia a dia." Para as mulheres acima dos 25 anos, sobretudo aquelas com tendência à oleosidade na pele, a dermatologista aconselha o uso de cosméticos oil free (sem substâncias oleosas) e não-comedogênicos (que não obstruem os poros).

Aprenda a cuidar da sua pele

- Não lave o rosto a todo momento
- Tenha lenços umedecidos para tirar o excesso de oleosidade
- Retire toda a maquiagem antes de dormir
- Use apenas cosméticos não-comedogênicos e oil free
- Beba bastante água
- Evite alimentos gordurosos
- Mantenha a saúde em dia
- Jamais esprema as espinhas - a infecção pode piorar e deixar marcas

Disfarce

A maquiadora Elis Barros, da equipe de C. Kamura, conta que a maquiagem feita da maneira certa pode camuflar completamente uma espinha. "O segredo é não abusar da quantidade e usar produtos de textura leve", revela. Ela ensina um passo a passo: "Com a pele limpa, aplique o corretivo aos poucos, até obter o resultado desejado. Em seguida, passe a base ou pule direto para a fase do pó compacto, que vai disfarçar a oleosidade da pele."
A maquiadora Evani Cavanha, do Gilberto Cabeleireiros, de São Paulo, dá outra dica: "Se a espinha estiver muito inflamada, aplique um creme secativo nela antes de passar a maquiagem."

Receita caseira

A cosmetóloga Roseli Siqueira ensina uma receita para amenizar a oleosidade do rosto: "O primeiro passo é esfoliar a pele com a seguinte mistura: 1 colher de fubá com um pouco de chá de hortelã. Em seguida, com o rosto limpo, prepare a máscara: bata no liquidificador um maço de hortelã com um copo de água mineral. Aplique no rosto com delicadeza, deixe por 20 minutos e enxágue com água fria", explica Roseli. Ela faz, ainda, outra recomendação. "Se a espinha estiver inflamada e dolorida, molhe um pedaço de algodão em água morna e faça uma compressa por alguns minutos", aconselha.

(Por Marcela Rodrigues Silva)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.