Especialistas ensinam cuidados indispensáveis para manter a pele com aspecto saudável na estação mais quente do ano

Dias ensolarados e programas ao ar livre, muitas vezes à beira do mar ou da piscina, são a cara do verão. Mas não é só de momentos relaxantes que esta época do ano é feita. O calor característico da estação é responsável por aumentar a oleosidade da pele – inclusive das mais secas –, e a consequência disso é o surgimento de acne.

O problema, diz a dermatologista Carla Vidal, é bem comum, especialmente na adolescência, e ocorre porque as glândulas pilossebáceas produzem uma quantidade exagerada de secreção gordurosa. “E esse excesso, que não consegue ser excretado pelos poros, causa o entupimento que dá origem aos comedões pretos ou brancos”, resume.

Nada de espremer as espinhas que aparecem mais durante o verão. Aprenda a cuidar da pele e diminuir a ocorrência da acne
Thinkstock
Nada de espremer as espinhas que aparecem mais durante o verão. Aprenda a cuidar da pele e diminuir a ocorrência da acne


Leandra Metsavaht, dermatologista e membro da diretoria da Sociedade Brasileira de Dermatologia, explica que durante o verão alguns cuidados são essenciais para se prevenir: evitar o sol das 11h às 16h e passar um protetor adequado ao seu tipo de pele 30 minutos antes de se expor, repetindo a aplicação de duas em duas horas. “Os melhores produtos para pele acneica têm na embalagem esta informação, além de, geralmente, serem à base de gel”, indica.

Segundo Leandra, outra atitude importante é conversar com o seu dermatologista caso esteja fazendo algum tratamento de pele. “Se o paciente estiver usando medicamento para acne que seja fotossensibilizante, ou seja, que deixe a pele sensível ao sol, precisa buscar a orientação de um dermatologista para trocá-lo ou evitar a exposição à radiação ultravioleta.”

Não abrir mão da rotina de cuidados, mesmo estando de férias, é primordial, de acordo com Carla. “Lavar o rosto duas vezes ao dia, usar cremes adequados ao seu tipo de pele e, claro, proteção solar diária são passos fundamentais”, lista. “A prevenção é feita por meio desse zelo constante. No entanto, ressalto que, quando a acne surge, o cuidado varia de acordo com a idade do paciente, a causa do problema e o tipo de pele. Um dermatologista é o profissional ideal para prescrever o tratamento adequado”, acrescenta.

Fique de olho no cardápio
Manter uma alimentação saudável também contribui para a diminuição dos sintomas da acne, alerta a nutricionista Roseli Ueno Ninomiya. “Estudos já mostraram que excluir da rotina diária o leite, seus derivados e a carne pode ter efeitos positivos sobre o tratamento, porque a doença é causada pela ação da dehidrotestosterona, que é um produto da testosterona, hormônio encontrado nesses alimentos.” 

Receitas ricas em açúcar, como bolos, biscoitos e tortas doces, pedem moderação, assim como chocolate. “O aumento da glicemia pode elevar a produção de testosterona e diminuir a de hormônios sexuais, envolvidos na secreção das glândulas sebáceas. Portanto, se quiser comer, não exagere”, fala. Roseli chama a atenção para os alimentos que têm influência positiva sobre a pele: “Peixes como salmão, anchova e sardinha são ricos em Ômega 3, e frutas, verduras e legumes, em antioxidantes, melhorando a atividade anti-inflamatória.”

Não deixe também de beber pelo menos um litro e meio de água diariamente. “A ingestão de água é fundamental porque mantém a pele hidratada, saudável e fortalecida. Tente tomar também chás de camomila e erva-doce, que são leves e calmantes naturais”, aconselha a nutricionista.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.