Elas podem voltar mesmo depois do tratamento. Especialistas tiram dúvidas sobre o tema

O Delas conversou sobre manchas e sardas com os dermatologistas Jayme de Oliveira Filho, Adriana Cristina Caldas e Luciana Lourenço. Confira respostas para dez dúvidas das leitoras!

1. Quais são as principais diferenças entre manchas e sardas?
A sarda é um tipo de mancha. Ela é causada principalmente por uma tendência genética que se manifesta ao longo da vida – mas pode aumentar nas ocasiões em que a pessoa se expõe inadequadamente ao sol. As manchas podem ser superficiais ou profundas – as superficiais atingem apenas a primeira camada da pele (epiderme), já as mais profundas chegam até a última camada (derme). Para cada caso existe um tipo de tratamento.

2. Como e por que manchas e sardas surgem?
As manchas vermelhas podem aparecer em qualquer momento, pois se trata de uma alteração vascular – neste caso, os vasinhos dilatados extremamente finos ficam mais visíveis. Já as manchas escuras surgem principalmente por conta da exposição solar. Com relação às sardas, elas geralmente são resultado de herança genética. Antes de realizar um tratamento é importante consultar um dermatologista para que o diagnóstico correto seja feito.

3. Quais são as diferenças entre manchas vermelhas e manchas escuras?
As manchas escuras são chamadas de “melasma” e aparecem por causa da exposição da pele ao sol. Normalmente elas surgem em regiões pontuais, como: rosto, decote, costas e braços. Já manchas as vermelhas, denominadas poiquilodermia, são causadas por uma alteração vascular e podem aparecer em qualquer parte do corpo.

4. O uso de remédios pode gerar manchas?
Sim. Há três fatores principais que podem favorecer o aparecimento de manchas na pele: o sol, a gravidez e o consumo de alguns medicamentos, como hormônios e antibióticos.

5. Quais produtos podem manchar a pele exposta ao sol?
A pele sensibilizada por algumas substâncias tende a manchar facilmente se exposta ao sol. Água oxigenada e limão são os produtos mais conhecidos pelos estragos causados, mas tome cuidado também com óleos, desodorantes e derivados de figo-da-índia.

6. Quais os melhores tratamentos para eliminar manchas?
Depende do tipo de mancha. Para as manchas escuras (melasma), por exemplo, são recomendados cremes clareadores e peelings – trata-se de um tipo de mancha mais difícil de ser eliminada completamente. No caso de sardas, o tratamento com laser de luz pulsada é a indicação certeira – primeiro a mancha escurece e, depois, clareia bastante. O mesmo laser também é recomendado para o tratamento de manchas vermelhas, além disso, cauterização funciona nesses casos. Obviamente o sol deve ser evitado durante todos os tratamentos.

7. Como as manchas que surgem nas mãos devem ser tratadas e evitadas?
Melanose solar é o nome que se dá àquelas manchinhas que aparecem no dorso das mãos. Trata-se de uma mancha mais superficial que pode ser tratada de diversas formas, como laser, ácidos ou peeling. Para evitá-las, vale seguir a mesma regra do rosto: protetor solar sempre, todos os dias.

8. As sardas podem voltar após um tratamento bem-sucedido?
As sardas resultam de uma tendência genética da pessoa, normalmente aqueles que são bem clarinhos e ruivos estão mais sujeitos ao aparecimento delas. Mas com o tratamento certo é possível clareá-las até completamente. Porém, por conta dos fatores hereditários, elas podem voltar sim, principalmente após a exposição solar.

9. E com relação às manchas, elas podem voltar também?
Sim. As manchas escuras são mais difíceis de clarear e mais fáceis de voltar, isso porque elas estão na camada mais profunda da pele, local em que os tratamentos normalmente não conseguem penetrar. Pode notar: às vezes, só o mormaço do carro pode fazer uma manchinha saltar aos olhos.

10. Quando uma mancha indica alerta de câncer de pele?
Preste atenção aos sinais: manchas que aumentam de tamanho, coçam ou doem podem indicar algo mais significativo que o incômodo estético. Contudo, geralmente as pintas apresentam mais perigo que as manchas, elas devem ser examinadas anualmente.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.