Sol pode causar flacidez? Refrigerante para bronzear? O sol melhora a acne? Descubra o que é mito e o que é verdade e aproveite o verão sem problemas

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=delas%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237508694097&_c_=MiGComponente_C

Verão 2009

Tem certas coisas que ninguém sabe dizer com certeza absoluta se é verdade ou mentira , ainda mais sobre os truques e cuidados durante o verão. E é por isso que o iG convidou alguns especialistas para desvendar, para sempre, o que vale e o que não vale sobre o tema.

Adriano Almeida, Ana Cristina Fasanella e Paula Bellotti são três dermatologistas que nos ajudam nessa tarefa. Além deles, Blanch Marie, especialista em estética e dona de um spa que leva seu nome, e ainda um alerta importante de Francisco Ventura Jr., que é especializado em óculos.

1. É bom deixar para passar o protetor só quando tiver na praia
Mito: O protetor deve ser aplicado 30 minutos antes de sair de casa, reaplicado a cada duas horas ou sempre que houver necessidade, diz Paula. Isso porque o protetor precisa de um tempo para ser absorvido e se você passar quando tiver sob o sol, estará desprotegida por um bom tempo.

2. O sol pode causar flacidez
Verdade: A dermatologista alerta que 90% dos casos de envelhecimento da pele são causados pelo sol. Os primeiros problemas da falta do uso de protetor solar são as queimaduras. Depois a vermelhidão, bolhas, sardas, manchas, rugas e até a flacidez da pele.

3. Estando com protetor, posso tomar sol o dia todo
Mito: Mesmo depois de usar protetor solar, é necessário tomar cuidados com os horários em que o sol está muito forte. Eu recomendo que a exposição ao sol aconteça antes das 10h e após as 16h00. E sempre com proteção adequada.

4. Pele clara sofre mais do que a morena?
Verdade: As pessoas de pele e olhos claros, cabelos loiros ou avermelhados são as mais propensas a demonstrar os sinais de fotoenvelhecimento, segundo Blanch Marie. Por isso, a dica dela é ter mais cuidado ainda, se esse é o seu perfil.

5. Mesmo com protetor, devo usar óculos solares e chapéus
Verdade: Esses acessórios reforçam a proteção da pele, além de defender os olhos e os cabelos dos raios UVA e UVB. Mas é importante que as lentes dos óculos tenham proteção de verdade. Muitas vezes, os óculos são vendidos com aquele selo de que a lente tem proteção contra o sol. Mas nem sempre é verdade. Quem produz o selinho é uma gráfica. Não há uma fiscalização para saber se eles são colados em lentes realmente protegidas, explica o designer de óculos Francisco Ventura Jr.

6. É normal ficar vermelho antes de ficar bronzeada
Mito: As pessoas muito claras costumam ficar vermelhas, e esperançosas de que nos próximos dias vão ganhar um bronzeado. Mas não é verdade. A vermelhidão é sinal de que a pele não está sendo bem protegida. Esse tipo de pele não tem tendência a ficar bronzeada, por causa da baixa presença de melanina. A vermelhidão denuncia insolação e queimaduras, explica Paula. Portanto, não adianta: FPS alto para os mais clarinhos.

7. Devo lavar os cabelos com mais cuidado no verão
Verdade: Lavagens apressadas danificam o cabelo, ainda mais nesse período em que os ventos enchem os fios de areia e você toma banhos de piscina e mar. Ana Cristina ensina: O ideal é lavar sempre com duas aplicações do xampu, enxaguando muito bem os fios, sem esfregar demasiadamente o couro cabeludo, e sim usar as pontas dos dedos, deixando a espuma agir de 1 a 2 minutos.

8. Passar coca-cola e óleo de cozinha ajuda a bronzear.
Mito: O que esses dois produtos podem fazer pela sua pele é dar-lhe manchas. A coca-cola ou óleo de cozinha pode fritar sua pele no sol e causar queimaduras de terceiro grau, alerta Marie. E ela dá mais um aviso. Ele não garante nenhuma proteção à pele e pode causar manchas irreversíveis.

9. Auto-bronzeador substitui o protetor
Mito: A função desses produtos é, como seu nome diz, dar à pele um aspecto bronzeado sem a necessidade de se expor ao sol. Os auto-bronzeadores não protegem a pele da radiação solar, alerta a dermatologista Paula.

10. Protetores com FPS acima de 30 não funcionam
Mito: Apesar de muitas pessoas acreditarem que as loções com fatores 50 e 60 são inúteis, elas protegem, sim, mais do que as de fator inferior, segundo Paula. Os protetores com FPS superior a 30 são considerados de alta proteção e funcionam.

11. Alguns alimentos colaboram com bronzeado
Verdade: Alimentos ricos em betacaroteno, como a cenoura, o mamão e a abóbora, auxiliam para um bronzeado mais bonito e fazem bem para a pele. Além deles, as frutas e verduras, por conterem muitas vitaminas, e a castanha-do-pará também são boas aliadas.

12. O protetor deve ser escolhido de acordo com a pele
Verdade: A pele morena e clara não deve usar o mesmo tipo de protetor. Cada uma tem uma característica e, por isso, pedem fórmulas diferentes. Assim como as secas e oleosas, que exigem filtros diferentes.

13. Vinagre ajuda nas queimaduras de águas-vivas
Verdade: Não olhou para o chão e pisou em uma água-viva na praia? Queimadura na hora. E é verdade que o vinagre ajuda no tratamento da dor. Como primeiro socorro, fazer uma compressa de água do mar gelada ajuda. Depois, pode usar uma bolsa de gel, também gelada para controlar a dor. A pessoa pode fazer, também, um banho de vinagre, que desnaturam o veneno no local atingido. A aplicação de água doce pode agravar o quadro, diz Adriano. Mas ele aconselha a procurar um dermatologista.

14. O sol melhora a acne
Mito:
Com o sol, a acne apresenta um aspecto melhor, ou seja, ela seca. Mas é ilusório. Se a pele não estiver devidamente protegida, com filtro solar, o quadro de infecção pode ser agravado. O ideal são os produtos a base de gel ou oil free para quem tem esse problema de pele.

15. O bronzeado só aparece depois
Verdade:
Não se desespere e fique torrando na praia no primeiro dia. Com isso, você terá, no mínimo, queimaduras e uma pele descascada depois de alguns dias, se não acontecer algo pior, avisa Paula. O uso correto do protetor e do hidratante prolonga o bronzeado, que deve ser gradual, pois a ação dos raios solares no funcionamento da melanina só acontecerá 48 horas após da primeira exposição da pele.

16. No verão, é bom usar mais condicionador
Mito: Você precisa ficar mais atenta às hidratações no verão, mas isso não significa passar meio tubo do creme. Não exagere na quantidade ¿ seja ele com ou sem enxágue. Siga as instruções de uso do fabricante e aplique-os diretamente nos fios e nunca no couro cabeludo, diz Ana Cristina.

17. Banho quente estraga o cabelo
Verdade: Principalmente no verão, aproveite para tomar banhos mais frios. A água a partir de 36º.C ¿ quando você sente queimando o couro cabeludo ou a pele fica vermelha ¿ estimula a produção das glândulas sebáceas, o que pode colaborar para a queda de cabelo, além de deixá-lo opaco e quebradiço, explica Ana Cristina.

Leia mais sobre: verão

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.