Ela abandonou a cerveja e começou a se alimentar melhor para mudar seu corpo

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=delas%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237508726147&_c_=MiGComponente_C

Foram 16 kg a menos que fizeram a vida de Francisca Maria Pereira mudar. Lá de Natal, no Rio Grande do Norte, ela contou sua história ao iG. E foi difícil ela conseguir localizar alguma foto do tempo em que estava mais cheinha. Afinal, é normal não ser muito amigo das câmeras quando a gente não se sente satisfeito com o corpo. Mas ela encontrou algumas, do início da sua dieta, quando já estava 2 kg mais magra do que quando chegou ao seu peso máximo.

Francisca conta que perdeu as contas de quantas vezes havia tentado emagrecer. Eu não me alimentava corretamente e passava muita fome para perder peso. E, quando eu não aguentava mais, comia. E comia dobrado, diz ela. Eu também bebia cerveja regulamente. Muito churrasco e a vida desregrada e muito sedentária. Hoje, eu não faço nada disso. Aí ficou fácil demais emagrecer, ensina.

A instrumentadora cirúrgica de 38 anos estava com mais de 72 kg ¿ o que era muito para seus 1,55m de altura. E um pouco mais de um ano depois ela comemora seus atuais 56 kg.
Comecei fazendo a dieta do limão e a andar 30 minutos duas vezes por semana. Depois, parei com esse regime e apenas troquei a alimentação, conta Francisca.

Passei a comer arroz integral no lugar do branco, pão integral ao invés do francês, mais azeite e menos óleo, cortei o refrigerante e me habituei aos sucos naturais. Além disso, muita gelatina e iogurte natural. E, ao invés de comer demais em uma refeição, também usou o velho truque de fracionar em seis refeições diárias e, nitidamente, fez efeitos positivos.

Uma das coisas que mais deprimida Francisca é que, aos 27 anos, ela tinha um corpo de 50 kg. Engravidei e engordei 22 kg. Isso me levou para baixo, me deixou muito triste e eu não tinha ânimo para nada. Passaram-se 10 anos e eu não conseguia emagrecer, relata Francisca que diz qual foi a pior consequência, na sua opinião. Minha separação foi ocasionada pelo meu peso. Tenho certeza disso...

O peso de Francisca começou a baixar, devagar. Os 16 kg deixaram seu corpo em pouco mais de um ano. E a barriga, que tanto incomodava, foi secando. Não faço dietas mirabolantes. Só troquei alguns alimentos pra ajudar um pouco. Toda semana eu me peso e vejo que estou perdendo peso, sem esforço, conta ela.

Voltar à forma é muito bom mesmo. Eu não tinha amigas. Sentia que era motivo de deboche entre elas. Agora, tenho vontade de encontrar as pessoas só para ouvir elas dizerem que estou magra, afirma ela que, com corpo novo, já tem novas metas. Agora, espero reconquistar meu grande amor...

Leia mais sobre: dieta

*Receba essa e muitas outras notícias no seu celular. Envie igmoda para 49094.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.