Andréa Guimarães, comerciante de 34 anos, cansou-se do seu peso. Ter 102 kg, para 1,56m de altura, era demais ¿ para sua auto-estima e para a sua saúde

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=delas%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237508688207&_c_=MiGComponente_C

Acordo Ortográfico

Depois de tentar perder peso de todas as formas, uma médica lhe perguntou se ela estava disposta a enfrentar uma cirurgia de estômago. E foi o que ela fez. Encarou o procedimento e, um ano depois da operação, a calça manequim 54 foi trocada por uma 40, quando ela chegou ao seu peso atual: 61 kg.

Fiquei sabendo que alguns convênios estavam cobrindo a cirurgia, que é cara, então, resolvi me informar, lembra. Eu não sabia nada. Nem qual especialidade médica eu deveria procurar, mas, fui atrás. Dores nas pernas, pressão alta e o aparecimento de outros problemas de saúde impulsionaram Andréa. Percebi que não podia mais ficar gorda e, com o passar do tempo, eu estava engordando ainda mais.

A primeira consulta com a médica que operou Andréa, Dra. Paula Volpe, animou a moça. Ela me explicou todo o processo, mas, o mais importante, a meu ver, é que ela me perguntou se eu realmente queria mudar minha vida. Se estava certa disso... E foi aí que percebi que tinha que transformar minha vida , relata ela que já foi logo marcando os exames. Na mesma semana fiz todos e, depois de uns 20 dias, estava operando.

Depois de operar
Desde então, sua vida mudou. Cada dia que passa, me sinto melhor, mais feliz, sem dores e sem mais nada!, vibra. Mas, revela: claro que nem tudo são flores, tem suas vantagens e desvantagens. Minha recuperação foi maravilhosa, pois eu fiz a cirurgia por vídeo. Mas é um processo complexo. Hoje, tenho que tomar muito cuidado com a alimentação, senão, passo mal . A dica de Andréa é estar pronta psicologicamente para a cirurgia. Se a pessoa não estiver com a cabeça legal, todo processo pode ser um desastre.

Depois de operar, ela não fez nenhuma plástica, mas, pretende. Estou só malhando, por enquanto . Mas, quero fazer plástica para tirar o excesso de pele que sobrou em baixo do braço. Depois, quero colocar silicone nos seios, pois virei uma tábua, brinca ela que conta que o aconselhável é esperar um ano para fazer outra cirurgia.

Agora, sim: estou feliz
Andréa diz que não era feliz acima do peso. A sociedade é muito cruel. A moda é feita para pessoas magras. Até a roleta de ônibus é feita para os magros, sendo que grande parte da população está acima do peso, protesta.

É triste entrar nas lojas e as vendedoras olharem com cara de desprezo e dizerem: só tem até 42. Hoje entro nas lojas e tudo me serve. Quanto aos namoros, ela diz que nunca teve problemas. Mesmo gorda eu era bonita, por isso, não tinha dificuldades com isso, assume sem falsa modéstia. Nunca fiquei sozinha, mas, meu namorado atual já me conheceu magra.

Ela diz ¿ de boca cheia ¿ que sua auto-estima está nas alturas . Além disso, não tive mais nenhum problema de saúde, posso colocar as roupas que sempre sonhei e faço sucesso. É muito bom encontrar as pessoas e ouvir delas que estou linda.

Leia mais Histórias de Sucesso

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.