Uma série de cuidados com cabelo, corpo e rosto é necessária nesse período; dermatologistas e ginecologistas e obstetras ensinam o que pode e não pode fazer durante a gravidez

Junto à descoberta de uma gravidez, uma série de dúvidas relacionadas à beleza costuma surgir. Pode pintar o cabelo? E fazer luzes? Como prevenir estrias? Os seios vão ficar flácidos? Essas são apenas algumas das mais comuns. “A gestação é um período único, com características próprias, por isso, nem sempre é possível seguir a mesma rotina e usar os mesmos produtos, que podem causar alergia”, explica Natalia Castro, ginecologista e obstetra do Hospital São Luiz.

Cabelo, corpo, rosto e unhas precisam de cuidados especiais. Descubra o que é permitido durante a gestação e o que deve ficar de fora da sua rotina segundo especialistas.

Cuidar-se, sem descuidar do bebê que vem aí: é possível manter a beleza durante a gravidez, sem riscos para o bebê
Thinkstock/Getty Images
Cuidar-se, sem descuidar do bebê que vem aí: é possível manter a beleza durante a gravidez, sem riscos para o bebê


Cabelo
Quando a questão é a coloração dos fios, o melhor a fazer é deixar o hábito de pintá-los de lado. De acordo com Mariana Lautenschlager, ginecologista e obstetra da Clínica Mãe, várias das substâncias contidas em tinturas podem não ser seguras para o bebê, principalmente no primeiro e segundo trimestres da gravidez. “Evite tinturas até a 20ª semana de gestação e, após esse período, escolha produtos sem amônia nem chumbo para voltar o seu cabelo ao tom natural, evitando retoques”.

No caso das luzes, a regra é mais maleável, como ensina Natalia. “Depois do primeiro trimestre, a gestante pode retocar, desde que passe o produto com uma distância de, ao menos, dois centímetros da raiz”, fala. A médica recomenda ainda que a gestante peça uma cartinha de seu médico explicando como as luzes devem ser feitas para levar ao cabeleireiro.

Os hormônios da gravidez deixam os cabelos mais bonitos - aproveite para deixar a química de lado
Thinkstock
Os hormônios da gravidez deixam os cabelos mais bonitos - aproveite para deixar a química de lado

Procedimentos que alteram a estrutura e a conformação dos fios, como escova progressiva e permanentes, não são permitidos. “Esses tratamentos contêm produtos proibidos durante a gestação, como formol, que, mesmo em quantidades mínimas e autorizadas para o uso em não gravidas, poderão causar danos ao bebê”, afirma Mariana.

Os cuidados do dia a dia não mudam tanto, só é preciso atenção redobrada à formulação dos produtos: utilize xampus suaves, de boa procedência e hipoalergênicos e evite secadores e chapinhas, que facilitam a quebra dos fios. Flávia Ravelli, dermatologista da maternidade Pro Matre Paulista, afirma que, durante a gestação, observa-se um aumento nos níveis de progesterona, hormônio que deixa os fios sedosos, brilhantes, volumosos e muito bonitos. “Por isso, em geral, é necessário fazer pouco em relação aos fios. Hidratação em casa ou em salões está liberada. Evite apenas aqueles xampus e condicionadores para tratamento de seborreia e que contenham o conservante parabeno”, defende.

Rosto
Se os produtos anti-idade já fazem parte da sua rotina, esqueça. Durante a gestação, menos é mais quando o assunto é cuidados com o rosto. “Muitos desses produtos são potencialmente causadores de má-formação, como os que levam ácido retinóico. O ideal é que a mulher faça a higiene com sabonete específico para a sua pele, de preferência um indicado pelo seu médico, e use vitamina C, que não tem contraindicações e ajuda a prevenir melasma gestacional e rugas”, diz Natalia. Flávia ressalta que nem todos os ácidos estão proibidos. “Após o terceiro mês, ácido ascórbico, ácido láctico, ácido glicólico, ácido kójico e ácido azeláico podem ser usados, desde que em concentrações adequadas.”

O protetor solar é mandatório, segundo as especialistas. “Intensificar a proteção contra os raios do sol é fundamental. A mudança hormonal propicia o aparecimento de manchas, principalmente no rosto, e o sol piora muito o quadro. Se for necessário, use, além de cremes, roupas com proteção solar”, afirma Mariana.

Limpezas de pele e peeling também devem, preferencialmente, ser deixados de lado no período. “Se realmente for necessário alguma intervenção, deve ser feita de modo direcionado para grávidas, com produtos adequados para ela”, indica Samantha Kelmann, dermatologista do Hospital 9 de Julho. A médica ainda afirma que, caso a pele se torne acneica, o correto é procurar um dermatologista para indicar as medicações e cuidados individuais mais adequados à paciente.

Estrias são um dos maiores temores das grávidas. A solução é hidratação
Getty Images
Estrias são um dos maiores temores das grávidas. A solução é hidratação

Corpo
A maior preocupação das mulheres durante a gestação tende a ser o surgimento de estrias, e a melhor maneira de preveni-las é manter a pele sempre hidratada. “É como se a pele fosse um monte de células de mãos dadas, todas bem juntinhas. Há um certo espaço para que seus braços estiquem e, quando esse estiramento é maior do que se pode suportar, surgem as estrias. A maior arma contra elas é uma hidratação potente desde os primeiros meses”, explica a ginecologista e obstetra Natalia.

Flavia lista os ingredientes que são permitidos nas formulações de hidratantes: glicerina, ceramidas, aquaporinas, pantenol, manteiga de karité, óleos (amêndoas doces, framboesa, semente de uva, rosa mosqueta), silicone, polipeptídeos botânicos e lactato de amônia. “Esses ingredientes auxiliam não só na hidratação da pele como também o aumento da elasticidade. Deve-se evitar hidratantes contendo ureia, chumbo e cânfora, pois a ureia aumenta a absorção de outras substâncias, e o chumbo e a cânfora podem causar alterações fetais”. É importante ressaltar que escolher produtos com um cheiro mais suave ajuda a evitar enjoos.

Os tratamentos estéticos com lasers, luz intensa pulsada, peelings químicos, toxina botulínica e preenchedores são contraindicados na gestação. Já drenagem linfática pode ser incluída à rotina. “Ela auxilia a circulação, evitando edemas incômodos e melhorando o conforto da gestante. Movimentos delicados poderão trazer benefícios da drenagem sem piorar varizes. Cuide apenas para manter a barriga de lado, quando a gravidez já estiver avançada, para minimizar risco de mal-estar e hipotensão”, afirma a ginecologista e obstetra Mariana.

O cuidado com as mamas segue a linha do com o resto do corpo. “Já as aréolas mamárias deverão ser preparadas para a amamentação ao final da gestação. Isso pode ser conseguido através de exposição solar por dez minutos ao dia, antes das 10h ou após às 16h, deixando-as mais resistentes e menos susceptíveis às rachaduras. Portanto, não aplique hidratantes nos mamilos”, diz Flavia.

Unhas
Escolher esmaltes hipoalergênicos é a principal recomendação das especialistas. No entanto, Natalia alerta para o fato de que ter o seu próprio kit para fazer as unhas ajuda a evitar infecções perigosas. “Isso vale para todas as mulheres: é melhor ter o seu alicate sempre higienizado em mãos.”

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.