Aparelho promete drenar, fortalecer os músculos e melhorar o condicionamento

Nas clínicas, plataforma vibratória auxilia na drenagem corporal e eliminação de gordura
Getty Images
Nas clínicas, plataforma vibratória auxilia na drenagem corporal e eliminação de gordura
Novidades em tratamentos estéticos surgem a cada temporada. E na corrida pelo corpo perfeito se destacam os aparelhos que prometem bons resultados em pouco tempo e sem muito esforço. Foi assim que a plataforma vibratória conquistou a atenção dos telespectadores nos comerciais de televisão. O objetivo é amplo: drenar, fortalecer os músculos e melhorar o condicionamento físico. Mas será que funciona mesmo? Tudo indica que sim, mas desde que outros procedimentos estejam associados. Muitas clínicas estéticas e academias já disponibilizam o aparelho aos clientes e alunos.

A vibração pode auxiliar de várias formas: com a pessoa parada, estimula a circulação e a drenagem, e ao ser utilizada em parceria com exercícios físicos – feitos em cima da base, intensifica a contração muscular. É possível realizar os movimentos de acordo com a área do corpo a ser trabalhada, como agachamentos e abdominais. Para quem sofre com os furinhos da celulite, “os resultados são bastante significativos”, garante a esteticista Isley Vilela, diretora do Studio Vita Corpus. “Mas deve-se combinar a plataforma com outros procedimentos estéticos”, completa.

Modelo recebe a vibração em pé na plataforma da Polishop e, ao lado, o abdominal realizado na máquina da Techno Training
Divulgação
Modelo recebe a vibração em pé na plataforma da Polishop e, ao lado, o abdominal realizado na máquina da Techno Training
A mesma indicação é feita quando o assunto é fortalecimento muscular ou a prática de exercícios na plataforma. “As atividades propostas são similares às realizadas na ginástica localizada”, garante Alexandre Giraldi, educador físico e diretor industrial da fabricante Techno Training, fabricante do produto. Segundo ele, o aparelho serve como um agregador. “Vale intercalar algum exercício de força na plataforma com atividades cardiovasculares em forma de circuito”, sugere.

Para o professor de educação física Leonardo Cabral, da academia carioca Body Tech, não há evidências científicas que comprovem qualquer efeito adicional com o treinamento na plataforma. Alexandre destaca a importância do acompanhamento profissional, mesmo sendo um equipamento de fácil manuseio. “O ajuste, a indicação de atividades, o tempo de treinamento e repetições devem sempre ser individualizados e propostos por alguém habilitado”, diz.

É possível adquirir uma plataforma vibratória para ser usada em casa – ou quem sabe virar cabide, como tantas esteiras elétricas. Porém, o preço não é convidativo e varia de R$2 mil a R$5 mil. Nas clínicas estéticas a sessão de trinta minutos chega a custar R$60. “Por ser uma atividade complementar, não vale o investimento de ter em casa”, explica Mauri Dinato, médico do esporte.

LEIA MAIS EM BELEZA NO DELAS:
O perigo de escolher a depilação pelo preço
Como prevenir e tratar a flacidez no pescoço
Lasers poderosos e peelings renovam a pele

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.