Ainda dá tempo de recorrer a tratamentos estéticos e enxugar a silhueta para os dias de folia. Veja as novidades do mercado

O Carnaval está chegando, e, se você ainda não se recuperou dos estragos das festas do final do ano, não entre em pânico: dá tempo de correr atrás do prejuízo. Estrias, celulites, flacidez inchaço e bronzeado: para todas essas questões, há uma ação com resultados satisfatórios e rápidos, segundo especialistas. Confira dicas para estar com tudo em cima no feriado.

Quer chegar no carnaval com corpão de passista? Corre que dá tempo de melhorar tudo!
Getty Images / Buda Mendes
Quer chegar no carnaval com corpão de passista? Corre que dá tempo de melhorar tudo!


Bronzeie-se
Marinês Aparecida Lima Ferreira, fisioterapeuta do Zahra Spa & Estética, diz que, para quem quer ganhar uma corzinha a mais antes de se jogar em blocos ou bailes, a melhor opção – e mais segura – é o bronzeamento a jato. “Indicado para todo tipo de pele, não causa vermelhidão, queimaduras, câncer e envelhecimento precoce. Esse procedimento deixa a pele com um dourado natural e tem ótima fixação”, explica.

A especialista, porém, avisa que, antes da aplicação, a pele, que deve estar bem seca e limpa, pede alguns cuidados básicos. “É importante que a pessoa faça uma esfoliação corporal para a retirada de células mortas, pois, dessa forma, além de o produto fixar melhor, ficará com a cor mais uniforme. Evite passar desodorante, óleos, hidratantes ou até mesmo maquiagem antes das sessões, que tem o número definido de acordo com o objetivo de cada um”, acrescenta. Outra saída são os cremes autobronzeadores, que pigmentam a pele temporariamente e também são seguros.

A fisioterapeuta e diretora da Estética Hollywood, Fabiana Barrese Duarte, aconselha que alimentos ricos em betacaroteno sejam incluídos na dieta. “Eles são precursores da vitamina A e auxiliam na produção de melanina, pigmento responsável pela cor da pele, levando a um bronze perfeito. Esses nutrientes podem ser encontrados em vegetais verde escuro, como agrião, repolho, espinafre, brócolis, além de legumes e frutas, como cenoura, mamão e manga”, lista.

Celulite tem jeito, sim
Pavor de quem vai à praia ou gosta de roupas curtas, deixando pernas e bumbum à mostra com frequência, a celulite, segundo o dermatologista Alberto Pinto Cordeiro, titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia, pode ser melhorada em pouco tempo. “Métodos como radiofrequência associada ao infravermelho e sucção, se realizados duas vezes por semana, durante um mês, podem diminuir de um a três graus a celulite”, afirma.

Ingrid Peres, gerente científica da Onodera Estética, endossa as palavras do médico e dá mais uma dica: “É possível melhorar o aspecto da celulite e qualidade da pele em um mês com sessões semanais de um tratamento que estimula a drenagem linfática, a renovação celular, promove o aumento da nutrição, oxigenação, colágeno e auxilia na diminuição das depressões provocadas pela celulite”.

Disfarce as estrias!
Livrar-se das estrias em um período tão curto não é viável, segundo Cordeiro, já que o colágeno da pele precisa ser reestruturado, o que leva tempo – no mínimo, três a cinco meses, alerta o dermatologista. No entanto, dá para disfarçá-las. A micropigmentadora Vanessa Silveira, diretora da VS Clínicas de Micropigmentação, conta que muitas vezes melhoras aparecem já na primeira sessão do tratamento de micropuntura para estrias. “Estimulamos a região afetada fazendo com que a renovação das células promova uma nova aparência. Dependendo do caso, com o tempo, as estrias são praticamente eliminadas. A vantagem é que é um tratamento definitivo”, diz.

Fabiana recomenda algo mais simples: não abrir mão de cuidados básicos. “A melhor saída é a esfoliação e a hidratação corporal, para que, por meio delas, a quantidade de estrias não aumente nem evolua para casos mais sérios.”

Afine a silhueta
Para quem quer perder medidas em áreas como coxas, bumbum e barriga, o dermatologista Amilton Macedo aconselha um tratamento chamado Radiofrequência Monopolar Exilis. “É uma radiofrequência que tem a capacidade de destruir 40% das células de gordura. Ou seja, causa uma lise (quebra da membrana celular da gordura) e uma apoptose celular (morte celular). Recomenda-se quatro sessões de 20 minutos na região desejada, sendo necessária uma por semana”, fala.

O médico esclarece que este é um tratamento recém-chegado ao Brasil e tem como diferencial exatamente a agilidade. “Após a sessão, é feita uma massagem com um conjunto de substâncias que promovem a quebra de gordura, com o objetivo de potencializar a ação do aparelho. Por fim, é colocada uma cinta compressora por quatro horas.”

Para dar forma à cintura, Ingrid, da Onodera, afirma ainda que há o Trilipo, que reduz a camada de gordura e fortalece a musculatura na região.

Sem flacidez
Para quem não tem tempo a perder, Marinês, do Zahra Spa & Estética, indica como tratamento ideal o Power Shape Platform, que associa uma série de ações, como radiofrequência multipolar e tripolar, LED vermelho e azul, ultrassom cavitacional e sistema pneumático de endermologia. “A radiofrequência multipolar interage com a água do corpo, gerando aquecimento local controlado, que, por sua vez, acelera o metabolismo, estimula a célula responsável por produzir o colágeno e a elastina e, enfim, melhora o contorno corporal, deixando a pele mais lisinha”, esclarece.

Na opinião da especialista, o grande diferencial do tratamento é a possibilidade de utilizar várias ponteiras em uma mesma sessão. “Com isso, além de tratar a flacidez, também cuidamos da gordura localizada e da celulite. Outro ponto positivo é que é indolor e não invasivo. Recomendo realizar, no mínimo, seis sessões uma vez por semana.”

A também fisioterapeuta Aline Stringhetta, especialista em estética do departamento de pesquisa e desenvolvimento da Ibramed, diz que um dos tratamentos que mais dão resultado contra flacidez é a radiofrequência Hooke. “Promove resultados imediatos, e o paciente não precisa ficar de repouso para recuperação, tendo risco de complicação muito baixo e sendo praticamente indolor.”

Atenção ao rosto
Geralmente, nesta época do ano, a pele sofre agressão pelo aumento da exposição solar, que leva à desidratação, ao envelhecimento precoce e ao surgimento de manchas escuras no rosto. Para contornar o problema, o dermatologista Amilton Macedo defende a melhora da hidratação cutânea. “Use hidratantes e fotoprotetores diariamente. Além disso, torna-se necessária a reposição via oral de suplementos que contenham substâncias responsáveis por aumentar o colágeno da pele e sejam antioxidantes, como vitamina C, fosfolipídeos de caviar, EXSynutriment bioflavonóides cítricos, betacaroteno e licopeno, entre outros. Esses são elementos que vão agir prolongando o bronzeado e, principalmente, evitando o envelhecimento precoce.”

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.