Para exibir o corpo na praia sem preocupações é fundamental mudar alguns hábitos do dia-a-dia: da alimentação ao estilo de vida agitado

No verão, as academias ficam cheias de gente em busca do corpo perfeito, principalmente de quem quer se ver livre da celulite, que surge sobretudo no bumbum e na parte posterior da coxa – bem, você sabe. Resultado do acúmulo de gordura e tecidos inflamados, ela faz com que a pele ganhe aspecto de casca de laranja por alguns motivos: predisposição genética e fatores hormonais ou externos, como sedentarismo, tabagismo e alimentação.

Para evitar esses furinhos indesejados, exercícios físicos são fundamentais, mas existe uma série de outras atitudes que ajuda a eliminá-las. Primeiro, veja os 15 alimentos que precisam entrar na sua dieta e, então, siga as dicas abaixo, dadas pela nutróloga Liliane Oppermann e pela dermatologista Leticia Sabo Muller, da Clínica Vivid, em São Paulo.



1. Beba bastante água
Sim, é clichê. Mas ingerir, em média, dois litros de água por dia é realmente importante para o bom funcionamento do organismo. Além de estimular a circulação, o líquido auxilia na eliminação de toxinas e do tecido mal oxigenado e mal nutrido.

2. Opte por alimentos com baixo teor de gordura
Anote o que não pode faltar na sua cozinha: hortaliças, frutas, laticínios desnatados, carnes magras, peixe, frango e grãos (feijão, ervilha, grão de bico ou lentilha). Frutas e verduras, principalmente, revitalizam a pele e a deixam com mais vigor.

3. Combine exercícios aeróbicos com musculação
Caminhada, corrida, bicicleta, elíptico e atividades aeróbicas em geral são fundamentais para dar adeus à celulite. Tome cuidado, no entanto, para o fim de um problema não originar outro. Quando a célula de gordura é quebrada, é natural que a pele fique mais flácida. Por isso, é importante acrescentar em seu treino exercícios que fortaleçam os músculos.

4. Evite o álcool
Além de bebidas alcoólicas terem alto teor calórico e nenhum nutriente, elas retêm líquido, dando grande chance para os furinhos aparecerem. E mais: sua metabolização é realizada pelo fígado, que poderia ser utilizado para liberar as toxinas do corpo.

5. Cuidado com alimentos muito salgados
Embutidos, carne seca, azeitona, presunto e até mesmo peito de peru light podem ter sal em excesso, que favorecem a retenção de líquido e acentuam a celulite.

6. Invista em fibras
Grãos como aveia, linhaça e chia auxiliam na regulação do intestino. Enquanto a linhaça e a chia são ricas em ômega 3, que tem ação anti-inflamatória, a aveia contém um mineral chamado cromo, que queima a gordura do abdômen, e silício, que aumenta a produção de colágeno e reduz a absorção de açúcar no sangue.

7. Escolha alimentos anti-inflamatórios
Como a celulite não deixa de ser uma inflamação, alguns alimentos ajudam a combatê-la. É o caso do ômega 3 (presente no atum, no salmão, na linhaça e na chia), do açafrão e do chá verde, que contém polifenóis.

8. Não use calças jeans muito apertadas
Jeans sem stretch podem dificultar a circulação, ainda mais se o trabalho exige uma mesma posição na maior parte do dia. Escolha tecidos com mais elasticidade e que não impeçam a transpiração da pele.

9. Fique longe do cigarro
O tabaco dificulta a circulação e suas toxinas fazem com que os tecidos da pele recebam pouco oxigênio.

10. Drenagem linfática
A técnica promete prevenir contra a celulite ao eliminar líquidos, diminuir o inchaço, oxigenar a pele e limpar toxinas, evitando a formação de nódulos e irregularidades. Pode ser realizada por esteticistas e fisioterapeutas.

11. Creme
O produto anticelulite, sem todos os outros aliados, não é capaz de operar milagres, mas toda ajuda é bem-vinda. Centella asiática, cafeína, extrato de chá verde, ginkgo biloba, liporeductyl e adipol são um dos ativos mais comuns contra o problema. E frequentemente são adicionados elementos que combatem a flacidez, como elastina, colágeno, vitaminas C e E.

12. Massagem
Ao aplicar o creme anticelulite, é necessário fazer uma massagem para potencializar o efeito. Passe o produto sempre de baixo para cima, em direção aos gânglios da virilha, e faça movimentos circulatórios para dissolver as células de gordura - como se fosse uma drenagem linfática caseira. Não faça força, pois há o risco de romper vasos e criar hematomas.

13. Tratamentos estéticos
Hoje já existem tratamentos promissores que estimulam o colágeno e auxiliam na ruptura dos septos fibrosos para melhorar a aparência da pele. A radiofrequência associada a vácuo (REACTION) melhora o aspecto da celulite e diminui a flacidez. Outras tecnologias que diminuem medidas e furinhos são a laser lipólise (I-LIPO), método indolor que atua sobre a gordura localizada, e a criolipólise, que congela e destrói as células de gordura.

14. Vida zen
O estresse causa grande estrago metabólico, levando ao depósito de gordura, não à queima. Por isso, procure uma vida mais tranquila, encontre algum hobby e tenha uma boa noite de sono, pois é neste momento que acontece a regeneração das células.

15. Consulte um especialista
Existem quatro níveis de celulite. No primeiro, ela é praticamente imperceptível e só aparece caso a região seja pressionada. No segundo, alguns furos já são visíveis e, no terceiro, as irregularidades são mais profundas. No quarto grau, a pele chega a doer e há a possibilidade de aparecer caroços. Seja qual for seu caso, procure um dermatologista, que indicará e associará as melhores técnicas, e um nutrólogo, que poderá criar um cardápio equilibrado de acordo com seu dia a dia.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.