Barriga chapada em 10 dias é possível

Por Chris Bertelli , iG São Paulo |

Texto

Alimentação, exercício e bom funcionamento intestinal são as armas mais poderosas para eliminar os centímetros a mais

Abandonar a canga na praia, apostar naquela calça de cintura baixa ou exibir a barriga em uma blusa mais curtinha. O verão favorece todas essas situações e quem quiser acabar com os pneuzinhos em vez de desfilá-los por aí tem três conselhos básicos para seguir: dieta restritiva, exercícios e intestino funcionando regularmente. Para alcançar o objetivo, os especialistas são categóricos: chapar a barriga em apenas 10 dias é possível, mas exige disciplina.

Thinkstock/Getty Images
Barriga chapada em 10 dias é possível, desde que cuidando da alimentação, exercício e do funcionamento do intestino

O primeiro passo é excluir da dieta frituras, doces e bebidas gasosas, como os refrigerantes. Eles estufam a região abdominal e ajudam na concentração de gordura ruim. Evitar o consumo de carboidratos durante uma semana também é eficiente, principalmente se o objetivo tem de ser alcançado em curto prazo. O corpo passa a usar o estoque de energia acumulada em forma de gordura.

Mas se alguns alimentos podem prejudicar o sonho da barriga lisinha, outros podem contribuir para que esse desejo se torne realidade. “Em especial onze ingredientes podem te levar ao abdome perfeito”, afirma David Zinczenko, em seu livro “A Dieta do Abdome” (Ed. Sextante).

Amêndoas, ovos, cereais integrais, aveia instantânea, azeite extravirgem, verduras (como espinafre, rúcula, alface-romana), frutas vermelhas (morango e mirtilo), feijões, laticínios (desde que com pouca gordura, como leite desnatado e queijo cottage), proteína em pó e carnes magras (como peito de peru) compõem a lista de alimentos que não podem faltar no seu dia a dia. Porém é preciso seguir restritamente o horário: são cinco refeições (café da manhã, lanche, almoço, lanche e jantar). “Ao manter sempre abastecida a fornalha de queima de gordura com os alimentos certos e na hora certa, você vai ensiná-lo a queimar o volume na sua barriga rapidamente”, garante Zinczenko.

Prestar atenção ao que você bebe também é importante para diminuir a retenção de líquidos. “Substitua as bebidas alcoólicas e açucaradas por chás como o verde, hibisco e sucos detox”, aconselha Andrea Frias, nutricionista e coordenadora do Centro de Pesquisas Sanavita. Evitar alimentos ricos em sódio e tomar cuidado com o uso do saleiro também são duas dicas essenciais. “O sal provoca retenção de líquidos, promovendo edemas, inchaços e piorando a celulite”, completa Andrea.

Facilitar o trânsito intestinal é tão importante quanto reduzir a gordura corporal. Para isso, o ideal é apostar nos grãos como linhaça, aveia, e em frutas como mamão e ameixa. “Estimule seu intestino a trabalhar bem, consumindo alimentos ricos em fibras, prebióticos e probióticos”, diz a nutricionista.

Além da alimentação, para conquistar resultados de forma rápida é preciso colocar o corpo em movimento. “O que resolve mesmo é a prática de atividade física regular e uma alimentação saudável e equilibrada”, garante o educador físico Rodolpho Súnica, do Spa Sorocaba.

Todos os exercícios, quando combinados com uma alimentação adequada, trazem benefícios, principalmente os aeróbicos, como andar, nadar, pedalar, aliados aos exercícios resistidos. Mas nada de preguiça, é preciso pegar firme na malhação cinco vezes por semana, indica Súnica. Os abdominais, no entanto, ajudam a fortalecer os músculos da região, mas não são eficazes para reduzir a gordura. “Os exercícios abdominais são fundamentais para melhora dos músculos da parede abdominal. Para diminuir a barriga não”, diz ele.

Confira abaixo outras seis atitudes que podem ajudar a reduzir o abdome:

- Não coma rapidamente, isso favorece o acúmulo de gases no abdome
- Postura correta evita que a barriga se projete para a frente
- Evite beber líquidos durante a refeição: eles contribuem para a fermentação dos alimentos
- Cuidado com o estresse. Ele libera cortisol, hormônio que leva o corpo a estocar gordura
- Beba bastante água. Hidratar-se corretamente ajuda a evitar a retenção de líquidos
- Durma o suficiente para descansar. Estudos já confirmaram a relação entre privação de sono e maior consumo de junk food

>>> Assine a Newsletter, curta nossa página no Facebook e siga o @iGBeleza no Twitter <<<

Leia tudo sobre: delasdietabarrigaalimentaçãoexercícios
Texto

notícias relacionadas