A proibição deve-se à ausência de estudos que comprovem a segurança e eficácia das injeções de chá verde para fins de emagrecimento

Agência Brasil

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu nesta segunda-feira (8) a fabricação, manipulação, distribuição, comércio, divulgação, administração e o uso de medicamentos injetáveis à base de extratos vegetais como o chá verde.

De acordo com resolução publicada no Diário Oficial da União, a medida foi tomada após a identificação de propagandas na internet de tratamentos estéticos para emagrecimento e combate à gorduras localizadas sugerindo o uso de formulações injetáveis contendo chá verde isolado ou associado a outras substâncias.

A Anvisa ressaltou que não há estudos que comprovem a segurança e a eficácia da aplicação de formulações subcutâneas contendo chá verde ou outros extratos vegetais, isolados ou em associação. A resolução já está em vigor.

Leia também
Cremes termogênicos ajudam a diminuir flacidez e gordura localizada
Pernas ganham destaque no calor: saiba como tornear e disfarçar imperfeições 


>>> Assine a Newsletter , curta nossa página no Facebook e siga o @iGBeleza no Twitter <<<

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.