Drenagem, modeladora e até drenomodeladora. Entenda como elas podem ajudar a conquistar curvas mais enxutas

Massagem melhora o contorno corporal
Getty Images
Massagem melhora o contorno corporal
Deitar em uma maca e sair com o bumbum mais empinado e as coxas durinhas é o sonho de toda mulher. As massagens não são milagrosas, mas ajudam a esculpir o corpo e atenuam o aspecto da celulite. Entre as famosas, o sucesso é total. De Iris Stefanelli a Juliana Paes, todas são adeptas da drenagem linfática e massagem modeladora.

Presente em quase todos os “pacotes de beleza” das clínicas estéticas, a massagem pode ser aplicada isoladamente, mas também é muito utilizada como complemento de procedimentos que ‘quebram’ a gordura – como o ultrassom, por exemplo. Nesse contexto, modeladora e linfática têm a função de facilitar a eliminação da gordura pelo organismo, desinchar as células e encaixar cada curva no seu devido lugar. “Dá pra ter um resultado bem bacana no sentido de esculpir bumbum e coxas”, promete a massoterapeuta Tomoko Yoshimura, do Espaço Bem-Estar da loja La Façon, em São Paulo.

Profissionais ressaltam que os resultados dependem do metabolismo e da quantidade de gordura localizada, mas muitas mulheres já sentem alguma diferencia benéfica na primeira sessão. Saiba o que esperar de cada tipo de massagem:

Drenagem linfática: os movimentos suaves e lentos estimulam os gânglios linfáticos, que passam a trabalhar de forma acelerada. Cada gânglio tem dentro dele a linfa – um líquido que carrega algumas substâncias, dentre elas as toxinas. Assim, a massagem ajuda a eliminar os líquidos acumulados entre as células. O corpo desincha, o aspecto da celulite melhora e a pele fica lisinha, além de relaxar. É a queridinha das famosas.

Massagem modeladora: o procedimento com manobras rápidas e vigorosas tem como objetivo ativar a circulação local e melhorar o metabolismo celular. Ela também aumenta a temperatura da pele e facilita a penetração de ativos cosméticos próprios para a redução de medidas. Como consequência, as células adiposas são mobilizadas, deixando a área mais rígida e diminuindo a flacidez. A celulite também é suavizada.

Drenomodeladora une as duas técnicas
Se você gosta da proposta de ambas, mas não sabe qual escolher, experimente a massagem drenomodeladora, que une as duas técnicas numa única sessão – bom para quem dispõe de tempo reduzido, já que cada massagem dura, em média, 50 minutos.

O ideal é começar pelos movimentos lentos da drenagem e, na sequência, partir para a vigorosa modeladora. Dessa forma, o corpo se livra das toxinas e responde melhor ao tratamento. “No entanto, quem tem um grau elevado de retenção de líquido deve fazer apenas a drenagem, pois o corpo fica ‘congestionado’ de toxinas e a modeladora passa a ser muito dolorida”, explica a esteticista Beth Katsumi, do Homa Elite Salon, em São Paulo. Depois que o problema de retenção estiver resolvido, a modeladora pode ser aplicada sem maiores sofrimentos.

Frequência para resultados visíveis
Não adianta receber a massagem esporadicamente. Especialistas indicam o tratamento duas vezes por semana. A frequência deve ser respeitada até a conquista do resultado desejado, depois disso, uma vez por semana é suficiente para a manutenção.

“Mas não conte só com a massagem. Quem não gosta de malhar deve associar com caminhadas e boa alimentação", lembra Lôua Unger, coordenadora técnica do W Spa Rio de Janeiro.

_______________________________________________________________
Tomoko Yoshimura - La Façon (SP): (11) 3085-5208
Beth Katsumi - Homa Elite Salon (SP): (11) 5093-7503
Lôua Unger - W Spa (RJ): (21) 3325-7240

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.