A dermatologista Dra. Adriana Cairo esclarece as dúvidas das leitoras sobre problemas da pele

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=delas%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237508743476&_c_=MiGComponente_C

Já tentei em vários dermatologistas clarear manchas de sol (sardas). Alguns tive resultado, mas logo depois elas voltam, enfim, acabo tendo um gasto enorme e não adianta. Poderia me ajudar com alguma dica, receita caseira, ou creme bom e mais barato? Não dispenso o protetor solar, mas gostaria de ter uma pele mais uniforme e bonita. Tenho 39 anos, morena clara, pele mista, poros um pouco dilatados e essas manchinhas de sol ¿ Maria

Olá ,Maria.
As efélides, ou sardas, fazem parte das características de alguns tipos de pele. São mais frequentes em peles mais claras. Seu tratamento sempre exigirá manutenção. O uso de filtro solar sem dúvida é o nosso maior aliado, mas infelizmente nenhum filtro garante 100% de bloqueio da radiação.

O tratamento deve começar com clareamento a base de peelings químicos, físicos ou laser. Após obter resultados satisfatórios com estes tratamentos, devem ser utilizados cremes a base de clareadores e ácidos para manutenção. É importante acompanhar a manutenção dos cremes com o dermatologista para verificar a necessidade de aumentar as concentrações.

Muito provavelmente o procedimento de tratamento utilizado deverá ser repetido dentro de um período de 6 meses a 1 ano. Vai depender dos cuidados que o paciente terá em relação ao sol e à frequência de utilização do produto de manutenção.

Você tem dúvidas sobre dermatologia? Envie um email com sua pergunta para coisadepele@ig.com.br !

Dra. Adriana Cairo é dermatologista, com título de Especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, membro da Academia Americana de Dermatologia, membro efetivo da Sociedade Brasileira de Dermatologia e membro da Associação Médica Brasileira. Fez estágio em Cosmiatria e laser pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP e é dermatologista voluntária da Campanha Anual de câncer de pele da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Visite o site www.adrianacairo.com.br

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.