O novo look da atriz Caroline Figueiredo e dicas dos melhores especialistas para conquistar os fios ruivos

Caroline Figueiredo tingiu o cabelo de ruivo para a novela global Ti-ti-ti
Divulgação/TV Globo
Caroline Figueiredo tingiu o cabelo de ruivo para a novela global Ti-ti-ti
Ruivos naturais são raros, diz a genética: correspondem a 2% da população mundial, segundo informações do instituto inglês Oxford Hair Foundation. Já pelas ruas, especialmente entre aqueles que adoram moda, eles se multiplicam dia após dia - com uma ajudinha das tinturas de cabeleireiro, é claro.

"Hoje 40% da clientela opta por tons que vão do dourado ao vermelho intenso", diz o hair stylist e professor de visagismo Robson Trindade, do Red Door. Tendência forte da estação, os fios avermelhados têm feito a cabeça também das mocinhas das novelas e aparecem em quase todas as tramas da TV Globo.

Caroline Figueiredo , por exemplo, adotou o ruivo há pouco mais de um mês para interpretar Madu em "Ti-Ti-Ti", novela das 19h.  Alexandra Richter , de "Passione", novela das 21h, também abandonou as madeixas loiras.  Débora Falabella investiu no tom acobreado para viver Beatriz em "Escrito nas Estrelas", das 18h. Em "Tempos Modernos", antiga trama das 19h, Alessandra Maestrini ostentou a cabeleira vermelha de Ditta.

O troca-troca de cor nos cabelos, ainda que pareça fácil na TV, exige cuidados especiais na vida real: o tom vermelho pede retoques mensais, além de xampus e condicionadores específicos. Segundo Trindade, os pigmentos vermelhos, por serem voláteis, frequentemente desbotam e não têm boa fixação. A manutenção da raiz deve ser feita mensalmente. Já o comprimento do cabelo precisa ser retocado uma vez a cada três meses. "As pontas vão ficar mais claras, mas é um efeito bonito, que fica até mais natural", diz ele.

O tom quente das atrizes Alessandra Maestrini, Débora Falabella e Alexandra Richter
Divulgação/TV Globo
O tom quente das atrizes Alessandra Maestrini, Débora Falabella e Alexandra Richter

Trindade lembra que o resultado da coloração dependerá bastante da base original do cabelo. É indicado, portanto, que a pessoa procure um salão de beleza - ao menos na primeira transformação. "É importante apontar em uma cartela de cores o tom exato que se está procurando. O resultado é uma equação entre a cor do cabelo e o que a pessoa escolheu", esclarece. Para garantir o bom efeito da coloração, ele tem uma dica: não aplicar xampu logo após a coloração. "Ao retirar a tintura, o ideal é aplicar condicionador. O produto vai baixar o PH do cabelo e garantir maior durabilidade da cor. Se a cliente puder fazer uma hidratação na sequência, o efeito será melhor ainda", diz.

Para quem pretende mudar o visual no inverno e continuar na moda até o verão, Trindade indica cores que puxem para o ruivo natural. "Os tons acobreados, com um brilho mais opaco, bege ou cinza, estarão na moda nas próximas estações. A cor do cabelo da Débora Fallabela é um bom exemplo", afirma Trindade.

Questão de personalidade

Para o hair stylist Viktor I, dono do salão Vimax e embaixador da L’Oreal no Brasil, o vermelho significa mais que uma cor: ele representa um estado de espírito. "Os cabelos ruivos voltaram à cena com grande força. Quando uma mulher está querendo mudar radicalmente, escolhe o vermelho. A cor tem uma energia que faz a pessoa ficar feliz, atrai olhares e dá um ar sexy. Depois fica difícil voltar para a cor natural", afirma.

Edu Cesar/Fotoarena
Inverno pede tonalidades avermelhadas
De acordo com o especialista, o cabelo ruivo, para ter um efeito positivo no visual, deve combinar perfeitamente com a pele e o estilo de cada um. Viktor I recomenda que pessoas de pele clara optem por um ruivo natural, enquanto que a pele pálida, levemente esverdeada (também chamada de oliva), vai bem com tons de vermelho intenso, como vinho e cereja. Mais discretas, as luzes avermelhadas são uma boa opção para quem tem pele escura.

O cabeleireiro Wanderley Nunes, proprietário do Studio W, diz que o cabelo vermelho tem a ver com a personalidade. "O ruivo é a cor para pessoas fortes e de atitude. Às vezes, não está combinando perfeitamente, mas a pessoa usa de uma forma que acaba ficando bom para ela", aposta.


Elas adotaram o vermelho

Alessandra Maestrini : "Ruivo é a cor que mais desbota, então tem de pintar e tratar mais. Em mim, a base usada é no tom do cabelo original. A esse tom, se acrescenta o vermelho. Conforme a cor desbota, não destoa tanto e a raiz não fica destacada."

Débora Falabella"Tive o cabelo acobreado para a Mel (‘O Clone’, de 2001). Todo clareamento que faço resulta em um tom vermelho. Para a Beatriz, queríamos algo loiro, mas não podia ser forte por causa da amamentação. Esse tom deu certo."

Alexandra Richter:
"No começo fiquei com medo, mas sabia que ficaria bom por causa da cor da minha pele e cabelo. Como a base do meu cabelo era loira, tenho de retocar a cor de 15 em 15 dias. Achei que o resultado ficou chique, o vermelho dá um colorido para o rosto."

Caroline Figueiredo:
"Depois que fiquei ruiva, passei a usar xampu e condicionador para cabelos tingidos, porque a cor desbota com facilidade. Além deles, eu estou usando também um creme protetor para fazer escova e quebrar menos os fios."

(Colaborou Marcela Rodrigues Silva/AE)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.