Calor pede piscina, mas, para as loiras, o resultado pode ser um terrível cabelo esverdeado. Experts ensinam a evitar a cor indesejada, e a se livrar dela caso o desastre tenha ocorrido

Quando chega o verão, muitas mulheres apostam em madeixas mais claras para combinar com o brilho do sol. Nessa estação, os cabelos platinados das atrizes globais também aumentaram a procura por cabelos loiros. No entanto, além de manter a saúde dos fios, as loiras devem tomar cuidado com o pigmento esverdeado que pode aparecer após uma temporada cheia de banhos de piscina.

A combinação de piscina e cabelos loiros pode resultar em um tom esverdeado no fim do dia. Mas é fácil evitar!
Thinkstock
A combinação de piscina e cabelos loiros pode resultar em um tom esverdeado no fim do dia. Mas é fácil evitar!


Muita gente acha que o que deixa os fios esverdeados é o cloro da piscina, mas não é exatamente isso. “O que causa essa coloração é o sulfato de cobre usado no tratamento da água”, explica o cabeleireiro Robson Albuquerque, do salão El Shaday Ipanema, no Rio de Janeiro. Esse sal é usado como algicida, evitando a proliferação de algas. O problema é que o cobre tem uma tonalidade esverdeada e, quando se fixa nos cabelos claros, essa cor fica mais evidente.

Para evitar o “efeito hulk” nos cabelos, as loiras devem sempre manter os fios bem cuidados e hidratados e evitar a piscina nas duas semanas que se seguem à coloração ou ao retoque da cor. “As cutículas ficam abertas após a coloração e, com isso, o pigmento entra com facilidade nos fios”, afirma Simone Petinatti, do salão Marcos Proença, em São Paulo.

Quem gosta de ir à piscina - e de ter fios bonitos - deve ter o costume de hidratá-los e usar cremes sem enxágue, inclusive com proteção solar. Nas semanas que precedem a ida à piscina, é uma boa ideia fazer uma hidratação poderosa e dar um tempo no secador, na prancha e no babyliss. Esses hábitos preparam o cabelo e diminuem os riscos do pigmento verde entrar nos fios.

Além do cuidado em longo prazo, há algumas estratégias logo antes do mergulho para evitar um verde muito intenso. “Molhar o cabelo antes de entrar na piscina ajuda”, conta Robson, “pois os fios já ficam saturados de água e não absorvem tanto da piscina”. Para criar uma blindagem ainda mais potente, Robson sugere passar uma camada generosa de creme sem enxágue nos fios e trançá-los antes de entrar na água .

Mesmo com todos os cuidados tomados, às vezes não tem como evitar um leve esverdeamento dos fios. Para reparar o problema, Robson sugere uma máscara composta por oito aspirinas em um copo de água morna. A mistura deve ser aplicada nos fios secos antes do banho, por 15 minutos. “Outra opção é acrescentar uma colher de bicarbonato de sódio ao xampu do dia a dia”, conta o cabeleireiro. “Usar xampus anti-resíduos também ajuda”, sugere Simone.

Se as alternativas caseiras não ajudarem, é indicado procurar um profissional. No salão, é feita uma lavagem intensa com xampu anti-resíduos e, eventualmente, com xampu contendo pigmentos avermelhados. “O vermelho é a cor oposta ao verde”, explica Robson, “por isso ele anula o esverdeado”. É por isso que algumas pessoas recomendam retirar o verde com uma máscara caseira de extrato de tomate, mas atenção: além do cheirinho desagradável, essa técnica pode manchar o cabelo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.