Janet Stephens dedica-se a descobrir como os penteados da antiguidade eram feitos; seu trabalho é reconhecido por arqueólogos renomados

Você já parou para pensar em como as mulheres da antiguidade arrumavam os cabelos? Se hoje em dia, com grampo, elástico, spray fixador, cera e outros produtos facilitadores há mulheres que mal conseguem fazer um rabo-de-cavalo, já imaginou como era no passado?

A cabeleireira norte-americana Janet Stephens imaginou, quando, em 2011, teve a chance de ver um busto da imperatriz romana Julia Domna em um museu. Geralmente os bustos são expostos perto de paredes, com a parte de trás da cabeça inacessível. Este busto, porém, estava no centro da sala, e Janet pôde ver detalhes do penteado, um imenso coque, olhando a escultura por trás.

Ao voltar para casa ela tentou reproduzir o penteado com o material que tinha disponível, e não conseguiu. Depois de diversas tentativas, descobriu uma maneira que segurava os fios no lugar: linha de lã e agulha. E costurando por entre os fios de cabelo de manequins e modelos, Janet passou a se dedicar ao estudo arqueológico dos penteados.

Depois de seis anos de estudos, Janet publicou um artigo no Journal of Roman Archaeology, importante publicação sobre arqueologia romana. Com seus conhecimentos de cabeleireira, Janet descobriu, entre outras coisas, que a palavra em latim “acus”, que tradicionalmente é traduzida como “grampo”, na verdade também pode significar “linha e agulha”, o que explica porque os penteados intrincados que são vistos em pinturas e estátuas não podem ser reproduzidos com grampos.

Janet continua pesquisando a arqueologia dos penteados, e em seu canal no Youtube já reproduziu 19 looks de diferentes épocas e estilos. Além da imperatriz Julia Domna, outras figuras históricas como Cleópatra tiveram seus visuais estudados por Julia. Embora os penteados históricos não sejam muito usáveis na “vida real”, as técnicas são inspiradoras.

Leia também
Cabelos soltos dignos de tapete vermelho
Saiba quanto custam os serviços dos cabeleireiros das famosas
Frizz nunca mais! Aprenda a evitar e disfarçar o problema

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.