Os cabelos coloridos estão na cabeça das famosas, nas ruas, e na nova novela "Meu Pedacinho de Chão". O visual, porém, pede cuidados. A leitora Nathália decidiu experimentar

Os cabelos em tons pastel - ou “candy colors” - estão com tudo não só entre as fashionistas, mas também na televisão brasileira. A nova novela das 18h da Rede Globo, "Meu Pedacinho de Chão", traz como protagonista a atriz Bruna Linzmeyer, que pintou os cabelos de rosa algodão-doce para o papel da professora Juliana. A ideia é fazer um mundo imaginado por crianças, por isso o visual bem exagerado da atriz.


A publicitária Nathália Capistrano é uma dessas mulheres bastante antenadas e estava morrendo de vontade de experimentar a tendência. “Eu queria pintar há um bom tempo, mas meu irmão ia casar e achei melhor esperar”, conta Nathália. Para matar a vontade, levamos Nathália para o salão Novo Arte, em São Paulo, responsável por manter as madeixas caleidoscópicas da apresentadora Marimoon.


Conversando com o cabeleireiro Rodrigo Silva, Nathália decidiu fazer uma espécie de ombré e preservar as raízes no tom natural, para não ficar escrava do retoque de raiz e, também, para ficar com um visual menos caricato. O primeiro passo do processo foi descolorir os cabelos, que eram virgens. “Como ela é loira, posso usar um volume de água oxigenada menor, 20, e o tempo de ação será mais curto que um castanho escuro”, detalha Silva.

Com a mistura de água oxigenada e pó descolorante, Silva foi pincelando mechinhas, partindo da nuca até chegar à franja. Como a ideia era criar um gradiente, a distância entre o produto e a raiz variava e foi ficando maior à medida que o cabeleireiro ia chegando ao fim. Para equilibrar a velocidade de descoloração e os tons, Silva optou por usar água oxigenada de volume mais alto nas camadas superiores, fazendo o produto agir mais rápido.

Depois de aproximadamente cinquenta minutos, os cabelos de Nathália foram enxaguados e receberam um tonalizante para quebrar o tom amarelado. “Para os tons pastel, é importante que o cabelo fique o mais próximo do branco”, explica Silva. “O cabelo dela está no tom 10, mas ainda tem amarelo, por isso o tonalizante”, completa.

Silva ainda explica que cores como azul e rosa podem sofrer interferência do fundo amarelado do cabelo: “rosa pode virar laranja e o azul, verde”, diz. Em seguida, os cabelos devem ser secados, para que a cor consiga aderir melhor.

Por causa da personagem Professora Juliana, de "Meu Pedacinho de Chão", a atriz Bruna Linzmeyer pintos os cabelos de rosa
Globo/Renato Rocha Miranda
Por causa da personagem Professora Juliana, de "Meu Pedacinho de Chão", a atriz Bruna Linzmeyer pintos os cabelos de rosa

Finalmente, chega a hora mais divertida: a cor. Para pintar os cabelos de Nathália, Silva escolheu a marca argentina Psicodelik Color, na cor pink. “Uma dica bacana para quem quer tons pastel é comprar uma cor mais forte e ir diluindo a cada aplicação com condicionador, assim a tinta rende mais”, sugere Silva.

Para criar profundidade e dar dimensão à cor, Silva utilizou também a tinta não diluída em algumas mechas, “para criar um efeito mais orgânico”. É importante ressaltar que tintas em cores fantasia não têm amônia e apenas tonalizam os fios. Por isso, a cor vai desbotando e dura, em média, 10 a 15 lavagens.

Após agir por aproximadamente 30 minutos, o tonalizante foi enxaguado dos cabelos de Nathália. Para arrematar, Silva fez um corte levemente repicado, valorizando a mistura de tons. Depois de aplicar um leave-in e um spray ativador de cachos - para proteger e dar textura aos fios -, Silva secou novamente os cabelos de Nathália, que já estava morrendo de ansiedade para ver. O resultado ficou irreverente e meigo ao mesmo tempo!

Cuidados próprios dos cabelos coloridos
Por causa da descoloração, os cabelos devem receber atenção redobrada. “O cabelo fica bem mais seco e deve receber máscaras e cremes hidratantes. Nesse sentido, é como cuidar de um cabelo loiro tingido”, alerta Silva.

Algumas cores desbotam mais rápido que outras. Em geral, as que têm pigmentos avermelhados duram mais. Caso você queira mudar a cor ou não tenha gostado do resultado, use um xampu antirresíduos. “Você pode até fazer uma ‘máscara’ com o xampu”, indica Silva. “É só fazer bastante espuma e ficar com o produto no cabelo por um tempo, como se fosse uma hidratação”, explica. 

Há quem use violeta genciana, azul de metileno e anilina de madeira misturados com cremes para colorir os fios. A princípio, esses produtos não trazem riscos à saúde, mas é importante consultar um dermatologista antes de se aventurar. O risco desses pigmentos mancharem os fios e as roupas ou não fixarem é alto, então pra que trocar o certo pelo duvidoso? Procure uma marca certificada de produtos próprios para tingir o cabelo.

Agradecimentos
Salão Novo Arte: (11) 2737-0720
Rua Fernando de Albuquerque, 31, Consolação - São Paulo - SP

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.