Veja algumas dicas para preservar a saúde e a beleza sem virar um escravo das suas refeições

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=delas%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237509646213&_c_=MiGComponente_C

Não é preciso virar natureba para comer melhor. É perfeitamente possível melhorar os hábitos alimentares sem radicalismos e, com isso, ganhar mais saúde e melhorar a forma física. Maria Tereza Casulli, nutricionista da Fundação Mokiti Okada, mostra que o resultado é grande. Hoje, a ciência sabe que existe a nutrigenômica. Ou seja, os genes que você talvez carregue de alguma doença podem ter o destino mudado com uma alimentação saudável.

O primeiro passo para que dê certo, segundo ela, é ter atenção na hora das compras. Se você consumir o produto orgânico, você tem 100% de garantia de um alimento com teor de nutrientes garantido - e procure sempre comprar as frutas da estação. Além de mais baratas, as frutas da época são mais saudáveis. A produção delas é mais fácil quando estão no período certo, por isso, não há muito manejo, tem menos agrotóxicos e adubo.

Maria Tereza defende que não é nada difícil se alimentar melhor. Uma boa refeição, por exemplo, pode ser feita numa panela de arroz elétrica. Elas têm uma cestinha dentro que, enquanto você cozinha o arroz, pode colocar legumes que serão cozidos no vapor. Depois, basta grelhar um frango e pronto: você tem uma refeição saudável, completa e que não deu trabalho para preparar.

Essa é apenas uma das medidas simples que podem fazer uma grande diferença na sua vida... Consuma, ao longo do dia, cinco porções de frutas. Se você passa muito tempo na rua, tome sucos naturais (ou mesmo os de polpa). Substitua, também, os alimentos por integrais, como o pão, exemplifica...

Seja razoável
Tenha bom senso, aconselha a nutricionista Cynthia Antonaccio, da Equilibrium Consultoria. É importante incluir mais frutas e verduras na alimentação, mas até para isso é interessante ter mais criatividade, usar técnicas, temperinhos ou algo mais divertido para incluir nos vegetais, industrializados ou não. Não é preciso comer legumes sem um molho light, por exemplo. Afinal, até azeite e sal são industrializados.

A nutricionista diz, ainda, que a aversão aos industrializados é um exagero. Eles podem ser aliados e não vilões. Basta que escolhamos os certos, com menos sal, menos açúcar, que sejam fonte de gorduras boas, provenientes de ingredientes mais saudáveis. Outro detalhe importante é que nem sempre os alimentos que parecem inocentes estão liberados.

Às vezes, alimentos supostamente naturebas são ricos em gordura saturada e açúcar. Já viu quantas calorias e quanto açúcar têm nos biscoitinhos doces ou bolos integrais?, pergunta. Vale, sim, investir mais em frutas e legumes. O brasileiro come apenas um terço do recomendado, segundo pesquisas de consumo. Por isso, vamos triplicar!

Contudo, Cynthia volta a dizer que acha que só será possível comer mais os alimentos que a natureza oferece se houver uma ajudinha. É preciso ter sabor, senão, as pessoas não aderem. A indústria utiliza técnicas que tornam o produto mais saudável e saboroso. Como iogurtes, leite de soja, maionese, cereais matinais ricos em fibras, carnes processadas mais magras, etc... Até o queijo light é mais saudável do que o mítico queijo branco, que é rico em gordura saturada.

A opinião de quem come

A professora aposentada Vera Maluf, de 72 anos, está em plena forma, dentro do peso ideal e tem muita disposição. Faço yoga, pilates, tai chi chuan, dança e caminho. A alimentação, claro, faz diferença. Como, no mínimo, quatro frutas por dia, verduras e legumes. Tomo leite e iogurte desnatados (e muitas vezes eu mesma faço o iogurte), como pouca carne e uso muito azeite e muito mel.

E tem mais... Nunca fui de comprar enlatados, comer em fast foods, usar molhos e temperos prontos. Por gostar muito de doces, também opta pelo mais natural. Prefiro os feitos de fruta e não como sempre. Mas isso não significa que ela não vá a restaurantes, peça uma pizza ou coma um chocolate... Procuro os alimentos naturais, mas não sou radical.

Leia mais sobre: dieta

    Leia tudo sobre: dieta
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.