Hannah Corrigan conta que o salão onde foi fazer o procedimento não se preocupou em realizar teste alérgico antes; reação durou quase uma semana

A jovem Hannah Corrigan teve uma reação alérgica tão violenta que seu rosto inchou ao ponto de fechar seus olhos e durou dias – e tudo por conta de uma pigmentação de sobrancelha que não deu certo.

Leia também: Jovem decide tingir as sobrancelhas em casa e resultado é desastroso; confira

Hannah Corrigan não passou por um teste alérgico antes de realizar pigmentação e depilação de sobrancelha
Reprodução
Hannah Corrigan não passou por um teste alérgico antes de realizar pigmentação e depilação de sobrancelha


Hannah, que mora em Birmingham, na Inglaterra, foi a um salão onde queria realizar depilação com cera e pigmentação de sobrancelha . Ela nunca havia feito nenhum dos dois procedimentos, mas estava seguindo a recomendação de uma amiga, que inclusive sugeriu o salão.

Mesmo alertando os profissionais do local que aquela era sua primeira vez, nenhum deles se mostrou preocupado com a possibilidade de uma alergia e não foi feito o teste alérgico nela. O procedimento é comumente feito em pessoas que vão tingir o cabelo ou usar qualquer tipo de tinta, como era o caso de Hannah.

Nele, o produto que será usado é aplicado em uma pequena parte do antebraço da cliente, onde permanece por até 24 horas, para ver como a pele reage, por isso é normalmente feito no dia anterior a qualquer tratamento estético.

“Não me ofereceram essa possibilidade”, contou à emissora local "Birmingham Live". “Foi o próprio gerente que fez meu tratamento de pigmentação, depois de uma esteticista ter feito a depilação com cera. Ele me deixou com a tinta aplicada por mais de 20 minutos, dizendo que tinha esquecido de mim, e só então tirou o produto. Paguei o meu tratamento e fui embora.”

Leia também: Cabeleireiro usa Nutella e leite condensado para tingir os cabelos

Segundo Hannah, no mesmo dia ela começou a sentir a pele coçar e incomodar, mas não pensou que a alergia ficaria tão forte. Seu rosto começou a inchar no dia seguinte e só piorava, até que ela não conseguiu mais abrir os olhos por conta do inchaço.

Para deixar a situação ainda mais constrangedora, Hannah ia sair para uma viagem de fim de semana com o namorado e os três filhos, mas teve de ir correndo para um hospital tratar a alergia. “Lá, me deram uma injeção de anti-histamínicos e alguns remédios. A enfermeira me disse que o inchaço deveria começar a reduzir nas próximas 24 horas, mas se passaram seis dias até que eu começasse a melhorar”, afirma.

Processo contra o salão

Hannah afirmou que pretende processar o salão por negligência. Assim que a alergia começou, ela contou que ligou para o estabelecimento para informar o que estava acontecendo. O gerente teria dito que não foi realizado um teste alérgico nela porque ela iria viajar no dia seguinte e os testes precisam ser feitos com 24 horas de antecedência, de forma que não daria tempo.

“Eu passei a viagem toda em agonia e tive que usar óculos de sol o tempo todo, mesmo na chuva, de pura vergonha que senti pelo aspecto do meu rosto. Eu não queria ir a nenhum lugar para não enfrentar as pessoas me encarando. Não conseguia nem me olhar no espelho”, conta Hannah.

Leia também: Saiba como identificar e prevenir reação alérgica a cosméticos

A emissora “Birmingham Live” entrou em contato com o salão frequentado por Hannah para saber mais sobre o procedimento de pigmentação de sobrancelha deles e saber o posicionamento da empresa sobre o caso, mas não obteve resposta.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.