Mais que só um produto de beleza, maquiagem é forma de empoderamento. Entretanto, mulheres negras ainda sofrem com a falta de produtos e também com o preconceito, e encontrar uma simples base se torna um desafio e tanto

Muitas pessoas acham que falar de maquiagem é algo fútil, sem importância. O que essas pessoas não sabem é que esses produtos básicos que passamos no rosto têm um poder transformador em nossa autoestima. Uma base, por exemplo, pode dar forças a alguém que sofre com acne e frequentemente recebe olhares indesejados em direção a suas espinhas e manchas. Por outro lado, a falta desses produtos também pode afetar diretamente o sentimento que temos por nós mesmas. É o que ocorre em relação à maquiagem para pele negra.

Leia também: Modelo negra relata despreparo de maquiadores no mundo da moda

Falta de produtos de maquiagem para pele negra pode fazer com que a autoestima das mulheres negras fique lá embaixo
Shutterstock
Falta de produtos de maquiagem para pele negra pode fazer com que a autoestima das mulheres negras fique lá embaixo

Mesmo após avanços na indústria da beleza, e um aumento no número de produtos de maquiagem para pele negra , ainda não é tão simples encontrar base para os variados dos tons de pele mais pigmentados. E se você não encontra um produto que é destinado a pessoas como você, mesmo em uma loja com uma diversidade imensa de produtos, logo bate aquela sensação de que você está errada, fora do que é tido como padrão.

Para a maquiadora Daniele da Mata, especialista em pele negra, os serviços no geral estão avançando, mas as marcas ainda têm dificuldade em falar com o público final e incluir pessoas mais representativas na publicidade. “Muitas mulheres não se sentem bonitas. É diferente você falar sobre produtos com uma pessoa branca e com mulheres negras”, diz em entrevista ao Delas .

Quando as marcas não procuram variar nos tons de seus produtos, a autoestima das mulheres negras, que muitas vezes já é baixa por conta do racismo que elas sofrem, fica ainda mais baixa. “É muito importante o desenvolvimento desses produtos de maquiagem para pele negra. As marcas precisam entender que essas mulheres também consomem produtos de beleza, mas não existe desenvolvimento e nem preocupação com pesquisa. No caso de produtos clareadores, por exemplo, não existe um que não deixe nossa pele manchada”, alerta Daniele.

Racismo ainda é barreira

Para você se inspirar: Magá Moura, cool hunter baiana com mais de 174 mil seguidores no Instagram e cheia de estilo
Instagram/magavilhas/Reprodução
Para você se inspirar: Magá Moura, cool hunter baiana com mais de 174 mil seguidores no Instagram e cheia de estilo

Assim como está ocorrendo com as cacheadas e crespas nos últimos anos, com o aumento no número de produtos voltados para esse público, o surgimento de maquiagem para pele negra é algo transformador.

“Eu só queria muito que a indústria da beleza percebesse o quanto isso é empoderador. É muito bom entrar em uma loja e encontrar marcas com produtos para pele negra . Alguém precisa fazer alguma coisa [para que a variedade de produtos continue crescendo]”, explica Daniele. “Para as mulheres negras, eu diria para que elas falem para as marcas a importância dos produtos e de mais negras na publicidade, além de um atendimento não racista nas lojas.”

Leia também: Looks metalizados e nada óbvios são tendência para a moda primavera/verão

Muitas vezes, revela a maquiadora, até existem produtos de maquiagem para a pele negra nas lojas, mas os funcionários acabam sendo preconceituosos e afastando as clientes negras. “São várias as dificuldades, às vezes o produto existe, mas a gente nem consegue ver. A internet é um bom lugar para a gente denunciar isso e para mostrar o poder da mudança, não só para o consumo, mas para que nossas sobrinhas e filhas tenham uma realidade diferente da nossa.”

Qual o meu tom de pele?

Para você se inspirar: Loo Nascimento, assim como Magá Moura, também uma cool hunter baiana cheia de estilo e atitude
Instagram/loo_ana/Reprodução
Para você se inspirar: Loo Nascimento, assim como Magá Moura, também uma cool hunter baiana cheia de estilo e atitude

Já são cinco anos trabalhando na área, e em todos esses anos a pergunta que Daniele Da Mata mais ouviu, e continua ouvindo, é sobre o tom de pele de suas clientes e alunas. “Elas querem saber qual a base ideal para cada tom de pele. Querem uma que não fique acizentada ou avermelhada demais.”

Além de uma variedade maior de marcas com os produtos de maquiagem para pele negra, o autoconhecimento também é um fator que impede algumas mulheres de encontrar o tom ideal de base para a própria pele. Às vezes, a autoestima da pessoa é tão baixa que ela nem mesmo se olha muito no espelho, e isso faz com que ela não saiba exatamente qual o seu tom de pele.

As mulheres negras também costumam ter diferentes tons no rosto, e às vezes não sabe qual seguir na hora da maquiagem. Por conta disso, Daniele aconselha testar o produto no rosto, e a cor escolhida deve ficar na mesma tonalidade que o colo e o pescoço. Já em relação ao corretivo, o uso de cores é a maior dica. O corretivo colorido pode ser usado para neutralizar as manchas da pele negra. Existem as versões verde, amarelo e laranja, sendo este a mais indicada. 

“Se ainda não encontrou um produto que te agrada, continua testando para você se conhecer. Só o fato de você estar testando os produtos já vai te ajudar a encontrar o ideal para o seu tom de pele”, afirma a profissional.

Dicas de maquiagem

Para você se inspirar: Gabi Oliveira, comunicóloga e youtuber que no Instagram compartilha fotos com várias inspirações
Instagram/gabidepretas/Reprodução
Para você se inspirar: Gabi Oliveira, comunicóloga e youtuber que no Instagram compartilha fotos com várias inspirações

Joana D´arc, make-up artist do Studio Tez/Spa do Cabelo, dá uma dica bem interessante para as mulheres negras que procuram pela base ideal. Além de ir em uma loja para testar o produto, vale a pena, antes de comprar, sair para dar uma volta e olhar a pele em luzes diferentes. A especialista explica que a luz natural, por exemplo, cria uma iluminação no rosto diferente da luz de loja, então vale a pena ficar atenta. “Outro truque é usar um primer amarelado antes da base, pois o branco na pele negra deixa um tom acinzentado.”

O maquiador Roosevelt Vanini, do salão CKamura, tem ainda outro truque que usa em suas aulas de maquiagem. Ele concorda que a base deve combinar com o colo, mas sabe que, hoje em dia, as mulheres não tomam muito sol no rosto, que passa a ser naturalmente mais claro que o restante do corpo. “Meu truque é testar a base no pulso. No nosso pulso, a pele é mais fina e mais clara que o restante do braço, então se eu consigo uniformizar aquela regiãozinha e ir aproximando o contorno do meu braço, consequentemente isso vai dar o mesmo efeito entre o rosto e o encontro do colo.”

O especialista sabe que existem inúmeros tons de pele negra, então, mesmo que algumas marcas mais sofisticadas e tecnológicas já consigam desenvolver pigmentos que se aproximem de quase todos os tons, ele sabe que ainda existe certa dificuldade na indústria e no mercado para as mulheres encontrarem e acertarem o seu tom.

“Quando é difícil acertar o tom da pele, existe aquele bom e velho truque da misturinha, quando você pega dois tons próximos e faz uma mistura até se adequar ao tom que você deseja. De toda forma, o melhor mesmo é você ir atrás daquela marca que se adapte a sua pele, que tenha a cartela de pigmentação que vai de encontro com seu tom, pois é mais prático e muito mais viável.”

O que investir para a próxima estação

Para você se inspirar: Luma Nascimento, pedagoga, influencier digital e, assim como a irmã Loo Nascimento, cheia de estilo
Instagram/lumamora/Reprodução
Para você se inspirar: Luma Nascimento, pedagoga, influencier digital e, assim como a irmã Loo Nascimento, cheia de estilo

Quando a gente começa a se aproximar mais da maquiagem, se aproxima mais de nós mesmas também. Para quem está pensando em investir em produtos de beleza, Joana D´arc aconselha os batons em tons vermelho e coral, além de um gloss metalizado para um toque bem fashionista. Outro investimento válido é um iluminador dourado em tons quentes, que, segundo Joana, “arrasam nas partes altas do rosto”.

Leia também: Cabelo cacheado: especialistas indicam produtos ideais, como cuidar e finalizar

Em relação aos blushs, aconselha Roosevelt Vanini, o legal é investir nos tons terrosos, bronzers e também o pêssego. “Já nas sombras, podemos brincar e arrasar nos metálicos acobreados e no esfumado marrom, mais puxando pro lado da terracota ou para o tom mais cobre também", finaliza o maquiador sobre a maquiagem para pele negra.

    Leia tudo sobre: Maquiagem
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.