Hábitos do dia a dia e uso de produtos químicos e de ferramentas térmicas são os principais causadores da abertura dos fios

Raras são as mulheres que, ao olhar os cabelos com mais atenção, nunca se depararam com ao menos uma ponta dupla em um dos fios. A primeira reação é cortar aquele “defeitinho” em casa mesmo e seguir a vida. E, caso apareçam outras pontas duplas (ou múltiplas), tirá-las também. Cansativo, não?

É importante entender que pontas duplas são sintomas do desgaste capilar. Elas são sinais de fraturas causadas devido à degradação da cutícula, a camada mais externa dos fios, gerando a exposição do córtex e da medula, as camadas internas dos cabelos. Sua evolução clássica é para pontas cada vez mais abertas ao longo do fio. Se esse processo não for interrompido, levará às pontas triplas ou múltiplas, o pior cenário que se pode imaginar.

As pontas duplas estão diretamente relacionadas ao tamanho dos cabelos: quanto mais longos, mais propensos à fragilização das cutículas. Mas isso não significa que os curtos estejam imunes a elas. Hábitos do dia a dia e uso de produtos químicos e de ferramentas térmicas, comuns a todos os comprimentos, são os principais causadores da abertura dos fios. Entenda melhor a seguir.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.