Professora norte-americana defende que relacionamentos “ioiô” trazem mais problemas do que alegrias

Ao contrário do que dizem as histórias de contos de fadas dos filmes e livros, um novo estudo mostra que é improvável que reatar com um ex-namorado faça você feliz. Amber Vennum, professora assistente de estudos familiares na Universidade do Estado do Kansas, analisou informações que casais cíclicos e não-cíclicos deram sobre seus relacionamentos. Ela descobriu que a prática de retomar um namoro antigo pode trazer muitos problemas.

A prática de retomar um namoro antigo pode trazer muitos problemas, diz Amber Vennum
Thinkstock/Getty Images
A prática de retomar um namoro antigo pode trazer muitos problemas, diz Amber Vennum
Segundo os dados, os casais cíclicos são mais impulsivos do que os casais não cíclicos em diversos assuntos, como morar juntos, comprar um animal de estimação ou ter um filho. Em consequência, casais cíclicos tendem a ser menos satisfeitos com seus parceiros, ter pior comunicação, autoestima mais baixa, tomarem mais decisões que prejudicaram o relacionamento e terem menos certeza do futuro.

Mais conflitos no início do casamento também atormentam os casais “ioiô”. É mais provável que casais cíclicos experimentem um declínio na satisfação conjugal ao longo do tempo, também têm mais chances de enfrentar uma separação nos primeiros três anos de casamento. “Isso mostra que os padrões de ciclicidade tendem a se repetir”, diz Vennum. “Se você tende a ser cíclico enquanto namora, você tende a ser cíclico casado. Quando mais você age ciclicamente, mais a qualidade de seu relacionamento decai, e isso cria uma falta de confiança e incerteza sobre o futuro do relacionamento, perpetuando o padrão”.

“Não reatem”, aconselha Vennum. “Estudo após estudo mostra que quando nossos relacionamentos são pobres, não funcionamos bem. Se parece necessário reatar, tenha certeza que a decisão foi cuidadosamente pensada pelos dois e que esforços específicos serão feitos para estabelecer a clareza no relacionamento”

Clique aqui para assinar a newsletter do Delas

Siga o @delas no Twitter e curta a página do Delas no Facebook

    Leia tudo sobre: Amor
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.