Equilibrar o lado pessoal com o trabalho é mais difícil para casais com empregos parecidos, diz estudo inglês

Casais com profissões similares devem ter disciplina e não levar trabalho para casa
Getty Images
Casais com profissões similares devem ter disciplina e não levar trabalho para casa
Casais formados por parceiros com empregos similares são mais propensos a encontrar problemas para equilibrar a vida pessoal e o trabalho. É o que afirma um novo estudo da Universidade de Bedfordshire, na Inglaterra.

Os pesquisadores entrevistaram 291 trabalhadores do meio universitário que têm parceiros que trabalham na área de educação. Os outros 350 indivíduos ouvidos são empregados da mesma forma no ambiente acadêmico, mas se relacionam com pessoas com empregos diferentes.

O estudo, que contou ainda com entrevistas feitas pela internet com 32 casais de parceiros com empregos similares, fez perguntas sobre o equilíbrio entre vida pessoal e profissional, e a respeito do tempo e do comprometimento dedicados ao trabalho. Os resultados da pesquisa foram apresentados neste mês de janeiro, na cidade inglesa de Chester, na divisão de Psicologia do Trabalho da Sociedade Britânica de Psicologia.

Comparados aos parceiros com empregos diferentes, os de ocupações parecidas têm mais problemas para balancear a vida em casa com a no escritório, excedendo nas horas no trabalho e se dedicando em excesso ao lado profissional. “Um número crescente de casais têm ofícios semelhantes, especialmente na área da educação. As conclusões deste estudo sugerem que, frequentemente, esta similaridade faz com que os problemas do trabalho invadam a vida íntima, ameaçando o equilíbrio”, explica Gail Kinman, professora da Universidade de Bedfordshire.

No entanto, Gail ressalta que também há um lado positivo de ter um emprego semelhante ao do parceiro. “Ficou evidenciado que ter a ocupação parecida pode ser benéfico por aumentar a compreensão dos problemas enfrentados pelo companheiro no trabalho, o que proporciona um apoio maior nas horas mais difíceis. Porém, é preciso que o casal aprenda a estabelecer uma separação entre a casa e o trabalho”, finaliza a professora.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.