Steven Carter: “Casamento é a expressão máxima do amor”

Americano autor de best-sellers sobre relacionamentos estará na Bienal do Livro, no Rio de Janeiro, mas antes fala ao iG

Valmir Moratelli, iG Rio de Janeiro |

Divulgação
O escritor Steven Carter lança no Brasil seu novo livro sobre relacionamentos
Dizer “sim” uma vez até que é fácil. Dizer “sim” todo dia pode se tornar um problema. “Como fazer o amor dar certo” (Editora Sextante, 176 páginas) promete trazer uma valiosa “receita” para este drama cotidiano. Steven Carter vem ao Brasil lançar sua obra na Bienal do Livro, que acontece no começo de setembro no Rio de Janeiro. Antes disso, entretanto, ele conversou com a reportagem do iG.

Autor de mais de vinte livros sobre temas que abordam os universos masculino e feminino – entre eles “O que toda mulher inteligente deve saber”, “Homens gostam de mulheres inteligentes”, “Por que homens têm medo de compromissos?” –, Carter é especialista em autoajuda para casais. Casado há 15 anos com a mesma mulher, sem filhos e dono de uma cadela de estimação, o escritor americano defende a união estável. “Casamento se tornou descartável, como tantas outras coisas. O impacto a longo prazo será de enormes custos emocionais. Casamento é a expressão máxima do amor”, diz.

iG: Há uma receita universal para “fazer o amor dar certo”?
STEVEN CARTER:
Para mim, o casamento é um tecido, e devemos estar sempre amarrando nós para fazê-lo cada vez mais forte. “Como fazer o amor dar certo” fala sobre as muitas maneiras de amarrar os nós que compõem o nosso tecido. Ele também fala sobre como muitos desses nós vão se desatando. Os nós se desarrumam o tempo todo. Portanto, o desafio é sempre estar amarrando nós para superar o afastamento natural.

iG: Por que as pessoas se casam várias vezes hoje em dia?
STEVEN CARTER:
Casamento se tornou descartável, como tantas outras coisas em nossa cultura. É terrível, as consequências emocionais são enormes e o impacto a longo prazo será de enormes custos emocionais. É triste perceber que o mundo se tornou um lugar de gratificação instantânea. Casar-se rapidamente, se divorciar rapidamente. Há tanta confusão no meu país agora, tantas pessoas estão desistindo de relações. Espero que o Brasil não vá por este caminho. O forte tecido familiar do seu país dá aos brasileiros uma melhor chance de manter casamentos saudáveis.

iG: Os brasileiros estão se casando mais tarde. E também há mais divórcios...
STEVEN CARTER:
Isso é comum na maioria dos países onde a carreira se torna cada vez mais prioridade. Para garantir a segurança, as pessoas querem estabelecer as bases para a vida profissional antes de virar o foco para o casamento. Taxas de divórcio estão aumentando por outras razões também, a facilidade de obtenção de um divórcio é provavelmente o maior motivo.

iG: Quem mais quer o divórcio: o homem ou a mulher?
STEVEN CARTER:
O desejo de divórcio não é de um gênero específico.

iG: Qual é o maior erro que as pessoas cometem em um relacionamento?
STEVEN CARTER:
Acreditar que seu relacionamento está concebido e não precisa fazer mais nada por ele.

iG: As crianças podem fazer um casamento ser eterno?
STEVEN CARTER:
Só trabalho duro faz um casamento ser eterno. Trabalho árduo cria um ambiente saudável e amoroso para as crianças. Quando um casal mantém um casamento só por causa das crianças, são elas as que mais sofrem.

iG: O casamento está em desuso?
STEVEN CARTER:
Amor e compromisso nunca estarão em desuso. O casamento é a expressão máxima do amor e compromisso.

iG: Você é casado?
STEVEN CARTER:
Estou casado desde 1996. Tinha quarenta anos quando me casei. E não temos filhos, mas temos uma cadela linda chamada Jane. Ela é a nossa mediadora. Pensei que eu era tão inteligente, que o casamento seria uma coisa fácil. Era tão ingênuo! Aprendi que não sabia quase nada sobre o casamento, e sabia muito pouco sobre o que significa “trabalhar” o amor.

iG: Como assim?
STEVEN CARTER:
O amor e o casamento são difíceis. Se fosse fácil, as pessoas não estariam se divorciando com tanta frequência. No livro “Como fazer o amor dar certo” conto o que aprendi nos últimos 15 anos. É um livro sobre os desafios diários do amor e do casamento. E é um roteiro, o meu roteiro. É muito pessoal.

iG: Por que você prefere escrever para as mulheres?
STEVEN CARTER:
Escrevi meu primeiro livro em 1984. Era um livro para homens. Seis mil exemplares foram vendidos a eles. Em 1987 escrevi meu primeiro livro para as mulheres. Dois milhões de cópias foram compradas por elas. Aprendi de forma dura que os homens não parecem gostar de comprar livros sobre relacionamentos. Eles compram livros sobre negócios ou esportes. Isso é lamentável. Editores americanos também têm pouco interesse em adquirir livros de relacionamento para homens. O que também é lamentável.

iG: Qual é a grande dúvida das mulheres sobre os homens?
STEVEN CARTER:
As mulheres sempre parecem estar se perguntando: “Como faço para manter meu parceiro interessado em mim?”. Variações sobre essa questão aparecem nas capas das revistas femininas todos os meses. Editoras de revistas sabem que as questões que são mais importantes para as mulheres envolvem relacionamento.

Divulgação
“Como fazer o amor dar certo” - Editora Sextante, 176 páginas
iG: E a maior dúvida do universo masculino sobre as mulheres?
STEVEN CARTER:
De acordo com Sigmund Freud, era: “O que as mulheres querem?”. Freud provavelmente estava certo. Os homens acham muito difícil entender as necessidades das mulheres, elas ainda são um mistério para a maioria dos homens.

iG: Qual é o conselho que você dá para quem não acredita mais que é possível fazer o amor dar certo?
STEVEN CARTER:
Se você acha que vai falhar, você irá falhar. Se acredita que pode fazer o amor funcionar, você vai fazer o amor funcionar. A taxa de divórcio não é 100%. É, no meu país, menos de 50%. Você quer ter sucesso ou você quer falhar? Se ambos os parceiros querem ter sucesso eles vão criar esse sucesso. Não é mágica, é apenas trabalho e empenho sem fim.

Leia mais sobre casamento:
10 perguntas sobre o sexo no casamento
O casamento semifeliz e outros tipos
As 7 mudanças do namoro para o casamento

    Leia tudo sobre: casamentodivórcioseparação

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG