Tudo o que você gostaria de saber sobre orgasmo

Por Ricardo Donisete, especial para o iG São Paulo

Texto

Microorgasmo, orgasmo múltiplo e mais. Especialistas respondem dúvidas de leitoras e leitores do Delas

Você sabe o que é um microorgasmo? E quanto ao orgasmo múltiplo, seria possível estimular essa maravilha? A falta de informação está entre os fatores que mais atrapalham a vida sexual e o prazer. Para responder as principais dúvidas de leitoras e leitores conversamos com as especialistas Maria Cristina Romualdo Galati, psicóloga e terapeuta sexual do Hospital São Paulo e do Instituto Kaplan, e Arlete Maria Girello Tavares Gavranic, educadora sexual e coordenadora do Instituto Brasileiro Interdisciplinar de Sexologia e Medicina Psicossomática (ISEXP).

Getty Images
A plenitude sexual das mulheres acontece entre 30 e 45 anos
Qual posição sexual é a mais indicada para que eu ajude minha namorada a conseguir orgasmos múltiplos?
Isso é complicado porque nem todas as mulheres conseguem ter orgasmos múltiplos, também não é uma questão de posição. É ilusão achar que as mulheres conseguirão orgasmos múltiplos com muita frequência. Muitas delas, mesmo com uma vida sexual legal e ativa, relatam que tiveram entre três e quatro orgasmos deste tipo durante toda a vida. Contudo, independente de orgasmos sequenciais, é enorme o número de mulheres que alcançam o prazer com a famosa “cavalgada”, por cima do homem. Nessa posição é possível que ela tenha o controle da força e do movimento de penetração e, além disso, há uma grande fricção dos órgãos genitais dos dois.

Existe algum remédio que melhore o desejo e facilite o orgasmo da mulher?
Nos últimos dez anos, esse assunto tem sido intensamente estudado, mas ainda há muita especulação. Diversos médicos têm trabalhado com a estimulação do desejo por meio da testosterona, que é o principal hormônio masculino – em forma de gel, por exemplo, deve ser aplicado na região da vagina. Mas esse recurso deve ser usado com extremo cuidado e acompanhamento. A testosterona pode produzir alterações no corpo feminino que nem sempre serão benéficas. A reposição hormonal também pode ajudar na estimulação do desejo. Já em relação ao orgasmo, não existe no mercado nenhum remédio que o facilite.

A mulher que goza gritando tem mais prazer do que a mulher que fica mais quieta durante o orgasmo?
Gritar não é referência de prazer, não há associação entre uma coisa e outra. Essa ideia equivocada é muito influenciada pelo cinema e pelos filmes eróticos, nos quais a mulher grita, sobe pelas paredes e faz caras e bocas. A quietinha pode ter um orgasmo muito prazeroso e intenso, já a mais escandalosa pode não ter a mesma sensação. Sentir é uma coisa, expressar é outra. A forma de expressão pode estar distorcida pelos nossos valores culturais.

Tomar vinho, cerveja ou outra bebida alcoólica antes de transar ajuda ou atrapalha o orgasmo da mulher e do homem?
Depende da quantidade e de como cada corpo reage. O que se sabe é que o álcool, num primeiro momento, intensifica a percepção, deixando a pessoa mais atenta e sensível. Porém, num segundo momento, ele pode causar depressão e moleza. O difícil é achar o equilíbrio. Desde que consumido socialmente e com moderação, o álcool desinibe e diminui a tensão. Por outro lado, quem bebe demais tende a acabar a noite na cama, mas só para dormir.

Quero proporcionar um orgasmo vaginal para a minha mulher – ela diz que só tem clitoriano. Como eu faço?
Orgasmo é orgasmo. Esse mito persiste – principalmente na cabeça dos homens – porque Freud falou que as mulheres mais maduras teriam orgasmos vaginais. Mas isso foi há 120 anos. O orgasmo acontece basicamente pela estimulação da enervação da região do clitóris. É um grande engano achar que a sua parceira vai ter um orgasmo por causa da penetração. O orgasmo acontece porque a relação foi boa suficiente para excitar homem e mulher nos seus genitais e erotismo. Não fique preocupado com essa diferença, isso tira o foco do mais importante, que é curtir o prazer a dois.

Por que dizem que gozar faz bem pra pele?

Quando alguém está se excitando, o corpo vai acelerando, os batimentos cardíacos aumentam e circulação também, a pele fica mais ruborizada e cheia de vida. É como se você desse uma “chacoalhada” no corpo. Além disso, muitas substâncias são liberadas e neurotransmissoras ativados durante o orgasmo. Dessa forma, vários fatores contribuem para a “cara boa” no dia seguinte.

O orgasmo muda no decorrer da vida ou ele é sempre igual em todas as idades?
A plenitude sexual das mulheres acontece entre 30 e 45 anos. Com o avançar do tempo, algumas mudanças estruturais com a queda hormonal podem interferir na lubrificação da vagina, na própria questão do desejo e consequentemente no orgasmo. Então, se houver indicação médica, o recomendado é a reposição hormonal. Homens e mulheres na terceira idade costumam demorar mais a chegar o orgasmo, que também será menos intenso. Ambos vão necessitar de mais estímulo.

O que é um microorgasmo?
Algumas mulheres nunca sentirão o chamado orgasmo total. Elas terão picos prazerosos de pouca intensidade, que algumas pessoas chamam de microorgasmo. Os que muitas mulheres relatam é que sentem flashes rápidos de sensações prazerosas. Se a gente pensar que o orgasmo mais intenso tem de três a sete segundos, o microorgasmo pode ter dois segundos. Cientificamente, ainda não há clareza sobre essa diferença entre orgasmos.

O orgasmo feminino ajuda ou atrapalha a fecundação do espermatozoide?
Ajuda. Durante as contrações provocadas pelo orgasmo, a vagina se distende e forma o chamado “lago de espermatozoides”, numa espécie de conchinha que fica no final da vagina e começo do útero; nesse local o sêmen se acumula. Com as contrações, o útero faz uma sucção do esperma. Então, essas contrações, dependendo da intensidade, podem facilitar a chegada do sêmen nas trompas, onde ocorre a fecundação dos óvulos. Pensando no sexo apenas do ponto de vista biológico, podemos dizer que o orgasmo tem a função de facilitar a fecundação quando a mulher está fértil. E obviamente também é possível engravidar sem ter um orgasmo!

Leia tudo sobre: orgasmosexo
Texto

notícias relacionadas