Pesquisa da Playboy indica que a maioria assiste aos programas acompanhada

Um levantamento da Playboy do Brasil mostrou que as mulheres já representam 51% dos assinantes de pelo menos um dos canais da empresa. A adesão das mulheres ao serviço de programação erótica aumentou 10% em relação à última pesquisa feita em 2005.

Foram consultadas 600 pessoas no Rio de Janeiro e São Paulo, das quais 65% relataram que preferem assistir aos canais adultos acompanhados.

O levantamento também mostrou que alguns dos principais atrativos para o consumo do serviço são o anonimato e a privacidade, já que os canais por assinatura são mais discretos na cobrança e não exigem visitas a uma locadora de vídeo, por exemplo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.