Peças de designers impressionam aos olhos e têm funcionalidades sexuais

Acessórios eróticos não pertencem apenas ao universo dos sex shops. Algumas peças, como as joias, encontram espaço no mercado de luxo dedicado às mulheres mais ousadas e com bom gosto.

Em 2009 a modelo Kate Moss apareceu em público usando um pingente em formato de pênis. No fim do ano foi a vez da apresentadora e roteirista brasileira Fernanda Young usar os acessórios pouco convencionais: Na entrevista coletiva e na festa de lançamento da sua Playboy ela apareceu com pingentes no pescoço em forma de pênis.

Kate Moss usou um pequeno e notável pingente durante gravações em Londres
Getty Images
Kate Moss usou um pequeno e notável pingente durante gravações em Londres
Young lançou uma coleção com a amiga Marcela Ayd, composta por pulseiras, anéis, brincos, colares e pingentes fálicos. Os itens da marca Ayd Von Young são feitos de ouro, diamantes e pérolas, além de pedras nobres como turmalina, jade, topázio e ônix. Os nomes das peças também não deixam por menos: “Suruba”, “Clitóris” e “Sexo com Amor”, por exemplo.

Já a americana Betony Vernon desenha joias que, além de marcantes, podem ser usadas com segundas intenções, como massagear e estimular zonas erógenas. Seus produtos podem custar até US$ 3 mil. Em entrevista ao “New York Times”, Betony disse “que seu trabalho é uma resposta às coisas feias, pretas, mal feitas e de plástico que não dão o poder de explorar o prazer no corpo”.

O designer brasileiro Alfredo Grosso também dedica parte de sua linha para o erotismo, com anéis que estimulam e podem ser usados em brincadeiras sexuais. Carol Wiseman é outra designer que explora a relação entre moda, jóias e o corpo, com criações incomuns como anéis com garras e penas para surpreender o parceiro na cama. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.