Participamos de um 'speed dating' e contamos o que acontece nesses encontros

Bastante comum nos Estados Unidos, o speed dating é um tipo de evento que promove diversos encontros rápidos em uma única noite. No Brasil, empresas de consultoria pessoal se especializam na modalidade e seguem as regras gringas. Os encontros acontecem em bares e os participantes usam crachás com o primeiro nome. As mulheres têm lugares fixos nas mesas para dois, já os homens mudam de cadeira e de parceira a cada quatro minutos – momento em que um sino é tocado por um organizador fantasiado de cupido.

Pode parecer mico à primeira vista, mas o fato é que homens e mulheres se divertem muito por algumas horas. Sair de casa, conhecer gente nova e dar boas risadas, tudo isso conta a favor.

Organizador sinaliza o momento de trocar o parceiro
Edu Cesar/Fotoarena
Organizador sinaliza o momento de trocar o parceiro
Os tímidos agradecem. Para muitos homens, a dificuldade em abordar mulheres impulsiona a procura por encontros arranjados. Fábio, empresário de 42 anos, não é do tipo que “chega junto” com facilidade. Puxar a garota pelo braço, mexer nos cabelos e sussurrar gracinhas são estratégias que nunca deram certo com ele.

Outro problema recorrente, dizem os solteiros, é a mudança de perfil dos velhos amigos – agora casados, eles não saem mais para paquerar. A vida social começa a mudar e, de repente, as pessoas se veem jantando ao lado de casais cheios de filhos. Inácio, representante comercial de 40 anos, fala de outro agravante: “Depois de certa idade a vida social não é a mesma, você não conhece mais tanta gente nova”. O produtor musical Marcelo, 46 anos, não tem paciência para baladas e sempre priorizou o trabalho.“Essa é uma chance que eu me dou”, diz ele sobre o speed dating .

Os organizadores afirmam que quatro minutos é tempo suficiente para considerar alguém interessante ou não – e ainda guardar expectativa pelo próximo diálogo. “Para alguns esse tempo se encaixa certinho, para outros fica faltando, e, algumas vezes, pode parece uma eternidade”, diz a analista de sistemas Letícia, 32 anos. Apesar da diversão, ter que repetir a ficha pessoal a cada novo rosto pode ser um pouco desgastante. Nome, idade, bairro e estilo musical: as conversas sempre começam assim.

Letícia, 32 anos:
Edu Cesar/Fotoarena
Letícia, 32 anos: "Algumas vezes, parece uma eternidade”
O que homens e mulheres buscam?
Há pessoas buscando um par para toda a vida, alguém que queira constituir família e ter filhos, como também solteiros apenas interessados em sexo casual. Mas no geral, as mulheres prestam atenção na capacidade intelectual, na boa aparência e no papo solto deles. “Eu me preocupo muito com a educação e a profissão”, diz a tradutora Carolina, 34 anos, que naquela noite se interessou por um homem com a mesma ocupação dela.

Para os homens a beleza é item importantíssimo. “É furada esse papo de que o interior é o que importa, a gente olha mesmo é para o exterior”, brinca o publicitário Fernando, 43 anos. Mas eles assumem que até uma princesa linda pode virar uma bruxa chata em quatro minutos, basta ter uma conversa desagradável. Verdade seja dita, o oposto não costuma ocorrer nesses encontros – “bruxas não viram princesas”, garantem.

No time dos que só querem diversão está o advogado Roberto. Já maduro, ele mantém o estilo playboy: brinco na orelha, camisa com alguns botões abertos e cabelos jogados para trás. “Relacionamento não é prioridade, está em terceiro ou quarto lugar”, conta sobre a sua lista de desejos. “O sexo é o mais importante e eu já sei de logo de cara quem me interessa”.

Como funciona
Os participantes recebem uma ficha de anotações na qual escrevem os nomes dos pretendentes, características físicas e notas em geral. Ao final do encontro, as fichas são separadas em grupos de “sim”, “não” e “talvez”. O organizador cupido cruza as avaliações de homens e mulheres e avalia interesses em comum. O e-mail do pretendente é fornecido apenas para aqueles que marcarem “sim” e “talvez” simultaneamente. Os “desinteressantes” ficam de fora e sem nenhum acesso aos dados pessoais do outro.
_________________________________________________________________________
São Paulo: Speed Dating Brasil   | Porto Alegre: Partner Club   | Brasília: Speed Dating Capital

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.