Carol e David, ambos de 54 anos, iniciaram o relacionamento e se casaram após terem sido dispensados pelos antigos parceiros no mesmo dia

Os canadenses Carol e David, ambos de 54 anos, são, hoje, um casal mais do que feliz. Mas quem os vê não imagina que eles iniciaram o relacionamento após terem sido dispensados pelos antigos parceiros no mesmo dia. Além disso, um fator importante para a harmonia dos dois é um novo hobby que criaram: a ida a casas de swing .

Carol e David até aceitam fazer sexo com outras pessoas no swing, mas sempre juntos e no mesmo quarto e mesma cama
Facebook/ Carol and David/ Reprodução
Carol e David até aceitam fazer sexo com outras pessoas no swing, mas sempre juntos e no mesmo quarto e mesma cama

A união de nove anos mudou tanto a vida dos dois, que descobriram que estavam presos a relacionamentos abusivos antes de ficarem juntos, que eles criaram um site e já têm até mesmo um programa de rádio para compartilhar as vivências no swing

“David e eu apoiamos um ao outro durante nossos divórcios. Nos tornamos amigos, depois melhores amigos, então parceiros sexuais e, finalmente, nos apaixonamos”, afirma Carol em reportagem do site “The Sun”. Em 2013, os moradores de Montreal oficializaram a união.

Aventuras sexuais

Foi após uma viagem a um resort do México que liberava o topless que o casal conheceu o swing. “Nós não planejamos este estilo de vida durante um tempo. Depois de alguns anos, começamos a ir nos clubes próximos a nossa casa. Demorou até começarmos de fato, mas quando começamos, nunca mais deixamos.”

Leia também: 17 razões para amar o sexo matinal

Casal canadense oficializou a união em 2013
Facebook/ Carol and David/ Reprodução
Casal canadense oficializou a união em 2013

Carol e David aproveitam ao máximo a experiência, fazendo até sexo com penetração com outras pessoas. Mesmo assim, nunca saem um do lado do outro. “Nós só jogamos juntos: mesmo quarto, mesma cama. Nós gostamos de estar próximos o bastante para ver, ouvir e tocar o outro durante o sexo. Ficamos excitados quando o outro também fica. E se, eventualmente, precisamos de ajuda para chegar ao orgasmo, estamos perto para ajudar um ao outro.”

Parceiros

O casal costuma escolher pessoas na mesma faixa etária quando vão aos clubes, mas Carol conta que casais jovens gostam de se encontrar com pessoas mais experientes, como ela e o marido. “Então, se alguém mais novo se aproxima e a química acontece, vamos aceitar também.”

Leia também: Confira 7 formas de reinventar a conchinha e ter mais prazer no sexo

O mais espetacular disso tudo é que pudemos entender quão forte e bom o nosso relacionamento é e como a comunicação funciona. Antes mesmo do swing, tentávamos experiências diferentes, e isso realmente gerava o melhor em nós”, completa David.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.