Para Julia Moore, quem desconfia deve contratar um detetive: “A mulher traída tem todo direito de saber o que o marido está fazendo com a saúde, as finanças e as emoções do casal”

A neozelandesa Julia Hartley Moore ganha a vida descobrindo a infidelidade alheia. Com mais de 15 anos de atuação nessa área de investigação ela percebeu que o que unia suas clientes – mulheres são a maioria –, não era apenas a dor da traição, mas uma série de questionamentos que se repetiam em todos os enredos de infidelidade que se desenrolavam a cada caso resolvido.

++MAIS++ Veja a seguir algumas mudanças no comportamento dele que podem significar traição à vista:


Pensando em como ajudar essas mulheres a detetive escreveu um artigo para o site Divorced Moms listando as principais perguntas sobre traição. Veja a seguir as respostas a cada uma delas, construídas, nas palavras da autora, por “muitos anos de experiência”.

1. Se ele a quer tanto por que fica comigo?

Porque ele quer você e ela. Se ele está perdidamente apaixonado por essa mulher e não pode viver sem ela, deve largar você para ficar com ela, como alguns homens, de fato, fazem. Os homens que não fazem isso são simplesmente gananciosos. Entenda isso.

2. É errado mandar investigá-lo se eu suspeito de que ele está tendo um caso?

Não, em absoluto. Nunca se sinta culpada por tentar se proteger. Como esposa você tem todo direito de saber o que ele está fazendo com a saúde, as finanças e as emoções de vocês dois.

Julia: para ela, quem desconfia deve sim contratar um detetive
Divulgação
Julia: para ela, quem desconfia deve sim contratar um detetive

3. Por que ele faz isso comigo?

Alguns homens seguem traindo isso porque sabem que serão perdoados. Muitas mulheres casadas com traidores em série fazem o maior escândalo quando descobrem uma traição, mas no final não tomam nenhuma atitude. Lembre-se: você não pode continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar um resultado diferente. Se não está preparada para pagar para ver, resta seguir vivendo uma vida de turbulência emocional.

4. Ele já mentiu tanto para mim. Como posso confiar de novo no que ele diz?

Reaprender a confiar em alguém é uma tarefa extremamente difícil e, em alguns casos, impossível. É uma escolha muito individual e você só vai saber quando se sentir verdadeiramente confortável com o que está sendo dito e feito. Não há nenhuma solução rápida para a infidelidade. Na verdade, pode levar anos para a confiança ser restaurada. Muitos homens acreditam que depois da confissão o assunto está encerrado. A menos que você sinta que foi ouvida em todos os níveis e seu parceiro tenha entendido a gravidade das escolhas que fez, você nunca vai superar a infidelidade.

5. Sei que ele está tendo um caso, mas é sexual?

É claro que é sexual! Não importa se ele está conversando com outras mulheres online, ou se ele tem um caso físico. No fim, é um desejo para o sexo. Se é tudo tão inocente, a única pergunta que você deveria fazer ao seu parceiro seria: “Você faria qualquer uma ou todas essas coisas comigo presente?”. Quando você faz a pergunta “É sexual?”, está tentando justificar o erro do seu parceiro e está minimizando a própria angústia em relação à traição.

6. É culpa minha?

Como pode ser culpa sua se você não sabia que isso estava ocorrendo? Seu parceiro pode ter tentado transferir a culpa para você, dizendo que se você fosse mais atenciosa, menos ocupada, etc., ele nunca teria traído. Para cada ação há uma reação, então ele deve assumir a responsabilidade pelo que fez.

7. Acho que meu marido está tendo um caso, mas ele está em casa todas as noites. Então, como pode ser?

Muitas traições são levadas a cabo durante o dia, principalmente quando as duas partes são casadas e sair à noite levantaria suspeitas. Muitos dos meus clientes pensam que os casos extraconjugais significam longas tardes juntos. Na minha experiência os affairs são muito mais propensos a serem rapidinhas durante o dia.

8. Por que ele não me diz a verdade? É tudo o que eu peço.

Na maioria dos casos, as mentiras dos homens são para evitar ter de enfrentar a raiva e a mágoa que vêm com a verdade. Muitos acham que negar vai fazer a dúvida desaparecer e que, assim, você vai desistir de perguntar. Outros mentem para proteger o próprio ego e, muitas vezes, para proteger a “outra”, temendo que você a prejudique de alguma forma. E, finalmente, eles podem temer que a verdade destrua a imagem que têm aos olhos dos outros.

9. Devo ficar casada por causa das crianças, apesar da traição?

As crianças pegam no ar a tensão em casa e podem se culpar pelo que está acontecendo. Se você optar por ficar e tentar reconstruir o relacionamento é preciso discutir com seu parceiro como isso pode ser alcançado sem causar traumas nas crianças. Do ponto de vista de uma criança, um pai feliz é sempre melhor do que dois pais em guerra.

10. Quando eu digo que vou deixá-lo, por que ele não me leva a sério?

Porque você não o deixou. Ameaças sem ação não valem de nada. Pense nisso.

Leia mais notícias no Delas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.