Levantamento feito por site de encontros casuais mostra que brasileiros fazem sexo sem compromisso como injeção para a autoestima e para combater estresse e solidão

Sexo casual: elas são mais liberais quando não há envolvimento emocional com o parceiro
Thinkstock/Getty Images
Sexo casual: elas são mais liberais quando não há envolvimento emocional com o parceiro

Antes considerado imoral e alvo de preconceitos, o sexo casual ganhou espaço na vida de quem busca satisfazer desejos e realizar fantasias. Mas, vale tudo na hora do sexo sem compromisso? 64,3% das mulheres entrevistadas pelo C-date, site de encontros casuais, acreditam que sim. A pesquisa revelou ainda que a ousadia feminina vai além dos limites de 59,2% dos homens.

Faça o teste e descubra: Você está pronta para o sexo casual?

Apenas 4,8% das entrevistadas disseram que não fariam tudo na cama e 30,8% considerariam o “vale tudo” dependendo do parceiro. Entre os homens, 7,1% colocam limites na experiência casual, mas 33,6% dizem avaliar a parceira e a possibilidade de experimentar tudo. Ao todo, foram coletadas 1.258 respostas entre os dias 13 de março a 07 de abril.

Para Benê Rodrigues, porta-voz da empresa no Brasil, o resultado da pesquisa foi surpreendente e revela uma tendência da sociedade à liberdade sexual, principalmente para as mulheres.

“A mulher está adotando um comportamento mais aberto com vários relacionamentos casuais. Algo que só homens praticavam. Se antes ela procurava o príncipe encantado para resolver o problema, hoje ela resolve sozinha”, explica.

Apesar dos avanços, Rodrigues conta que ainda são os mais fechados para as relações casuais. Irlandeses, holandeses e alemães estariam entre os mais liberais e confortáveis com a ideia do sexo sem compromisso ou dor de cabeça no dia seguinte.

Motivos e fantasias sexuais

Inúmeros motivos podem levar uma pessoa a procurar o sexo casual, considerado uma “injeção para a autoestima” para 76% dos participantes. São eles: espantar a solidão só por uma noite (36,9%), ter um momento de diversão (25,2%) e aliviar a tensão do dia (19,4%).

Uma curiosidade é a incidência de fantasias sexuais com personalidades da televisão brasileira. Atrizes como Bruna Marquezine (33,9%), Isis Valverde (28,6%) e a apresentadora Sabrina Sato (25,3%) dominam os pensamentos dos homens. No imaginário feminino, os protagonistas são: Malvino Salvador (33,3%), Gabriel Braga Nunes (27,7%), Caio Castro (25%) e o cantor Luan Santana (13,8%).

Leia mais sobre sexo no Delas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.