Dá para procurar um relacionamento sério? E se você já tem um relacionamento sério, mas quer cair na farra? Especialistas respondem dúvidas

1. Dá para começar um relacionamento sério no carnaval?

Ao contrário do que reza o senso comum a respeito dos objetivos da festa, as consultoras ouvidas são categóricas: sim. "Nada é impossível no universo do amor", diz Cibele Nardi, coach especializada em comportamento e relacionamento humano. "Tudo parte da sua intenção", completa Margareth Signorelli, coach de relacionamentos.

Relacionamentos de carnaval: sexo, romance e amizades
Getty Images
Relacionamentos de carnaval: sexo, romance e amizades


Por isso, o primeiro passo é se fazer algumas perguntas. "O que você pretende do seu carnaval: dar o telefone pra todo mundo e ver o que rola? Ficar com só uma pessoa por noite? Beijar geral sem se preocupar com o amanhã? Ninguém vai julgar. Você só precisa ser honesta com você mesma".

Veja também: 69 posições sexuais

2. Se você já está em um relacionamento, mas queria curtir o carnaval solteira, o que fazer?

Este é um dilema tão antigo quanto a marchinha "Até Quarta-Feira", que dizia "Mas este ano está combinado, nós vamos brincar separados/ Se acaso meu bloco encontrar o seu /Não tem problema, ninguém morreu". Segundo Margareth, há casais que combinam a proposta da música: "cada um vai pro seu canto, depois ninguém fala o que aconteceu". Mas tudo tem que ser acordado sem mágoas posteriores.

3. E se você é solteira e quer curtir muito a festa, sem trocar telefones ou pensar em relacionamentos potencialmente duradouros?

Simples: caia na folia. "Deixe claro que você só quer se divertir. Não minta, não engane ninguém, pois sua própria credibilidade pode ficar comprometida", recomenda Cibele Nardi. Margareth completa: fique atenta à hora de "levantar acampamento" e tenha à mão o dinheiro do táxi. "Bebeu demais, bateu um bode, a noite nao está legal? Vai embora", aconselha. No dia seguinte tem mais -- até a quarta-feira de cinzas.

4. E se você quer curtir a festa, mas a pessoa com quem você ficou no primeiro bloco já quer pegar seu telefone e agendar outro encontro?

Cibele é taxativa: "Seja honesto e corte qualquer esperança ou expectativa do outro", resume. "A regra que vale no carnaval é a regra que você mesma fez para você, lá no começo", diz Margareth.

5. E se você estava a fim de curtir, mas mudou de ideia e ficou interessada no gato (ou na gata)?

Avalie se vale a pena mudar de planos. Se vale, Margareth recomenda "zerar" a história, propondo um recomeço. "Quando você começa um relacionamento no carnaval, comece-o *depois* do carnaval", diz.

Leia também
Previsões astrológicas para o carnaval
Guia de etiqueta do sexo casual


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.