Fotos revelam que, após 20 anos de casamento, o presidente reeleito e a primeira-dama dos EUA esbanjam cumplicidade e romantismo. Como eles conseguem?

No início da madrugada da última quarta-feira (07), Barack Obama usou o Twitter para celebrar sua reeleição como presidente dos Estados Unidos. Na rede social, ele postou a frase “Mais quatro anos” e uma foto. A imagem mostrava o homem mais poderoso do mundo dando um abraço apertado na esposa Michelle Obama.

Pouco tempo depois, no discurso da vitória, Obama deixou claro o porquê da presença dela na foto. “Eu não seria o homem que sou hoje sem a mulher que concordou em se casar comigo 20 anos atrás. Vou dizer isso em público: Michelle, nunca te amei tanto. Nunca estive tão orgulhoso ao ver o resto da América se apaixonar por você também como nossa primeira-dama”, disse o presidente reeleito, em uma fala exibida ao vivo por TVs ao redor de todo o planeta.

Essa declaração de amor pública reforçou ainda mais a imagem de casal apaixonado que os Obama deixam transparecer publicamente desde que foram morar na Casa Branca. Mas qual será o segredo deles para manter uma relação tão viva mesmo depois de duas décadas de convivência?

Leia entrevista com o cabeleireiro de Michelle Obama

“Apesar de não podermos afirmar nada, já que não conhecemos a intimidade do casal, o que esse discurso e as imagens dos dois mostram é que eles têm uma relação baseada em muita cumplicidade, de uma parceria de verdade. Esse pode ser um dos ingredientes do sucesso do relacionamento”, analisa a psicóloga e terapeuta de casais Ana Canosa.

Autora do livro “A Escolha do Cônjuge” (Artmed), a psicoterapeuta Iara Camaratta Anton também ressalta a cumplicidade do casal Obama e oferece outras hipóteses para o êxito deles na vida a dois. “Casamento é uma sociedade motivada pelo afeto. E relação deles parece ter muito disso. Eles demonstram ter muito orgulho um do outro, trocam carinhos publicamente de uma maneira que parece ser bem espontânea” , pondera Iara.

No palanque da primeira vitória, em 2008, Obama e o vice Joe Biden comemoraram de forma distinta com as esposas: a paixão do casal já transparece ali
Getty Images
No palanque da primeira vitória, em 2008, Obama e o vice Joe Biden comemoraram de forma distinta com as esposas: a paixão do casal já transparece ali

Para Ana, a maneira como Obama se referiu à Michelle no discurso evidencia a importância que ela teve na conquista dele. “Quando o presidente faz uma declaração como essa, ele legitima o papel da mulher nesse momento de glória. Fica muito claro que é um projeto dos dois e não só dele”, destaca a terapeuta.

Para apoiar o projeto político do marido, Michelle abdicou de uma carreira bem sucedida como advogada e administradora. Formada pelas prestigiadas universidades de Princeton e Harvard, a hoje primeira-dama parou de trabalhar quando Obama foi eleito presidente pela primeira vez, em 2008.

“Essa escolha não pesou na relação porque Michelle soube se individualizar, não ficou na sombra do marido. Ela deixou a carreira de lado, mas tem projetos próprios”, pontua Iara, se referindo aos trabalhos sociais da primeira-dama, como a campanha que ela promove nas escolas americanas para diminuir a obesidade infantil nos EUA.

Michelle e Barack em um dos bailes inaugurais do primeiro mandato, em 2008: cumplicidade
Getty Images
Michelle e Barack em um dos bailes inaugurais do primeiro mandato, em 2008: cumplicidade

Faça a coisa certa

Obama e Michelle se conheceram numa firma de advocacia em Chicago, onde os dois trabalhavam. Em entrevistas, a primeira-dama declarou que ficou impressionada com a conversa e a aparência dele em um jantar de negócios de que ambos participaram. O primeiro encontro romântico como casal foi para assistir ao filme “Faça a Coisa Certa”, em 1990. Dirigida por Spike Lee, a película trata da relação divertida e também conflituosa entre as comunidades negra, latina e italiana no bairro do Brooklyn, em Nova York.

O programa deu em namoro e o casamento aconteceu dois anos depois, em 1992, na mesma cidade de Chicago. A relação gerou duas filhas, Malia e Sasha, nascidas, respectivamente, em 1998 e 2001.

Completados no último dia 3 de outubro, os 20 anos de casamento do primeiro-casal dos EUA não puderam ser comemorados porque Obama enfrentou, na data, o primeiro debate da campanha da reeleição. Mesmo sim, os dois fizeram questão de declarar o amor um pelo outro no Twitter.

“Há 20 anos eu me casei com o amor da minha vida e minha melhor amiga. Feliz aniversário, Michelle”, escreveu Obama na rede social, postando também uma foto do casamento. Mantendo o romantismo, a primeira-dama também respondeu a mensagem em seu perfil no Twitter: “Feliz 20º aniversário, Barack. Obrigada por ser um parceiro, amigo e pai maravilhoso todos os dias. Eu te amo!”.

Veja também

- Faça o teste e descubra se o seu amor também é seu melhor amigo
- Como brigar a "boa briga": tenha discussões produtivas 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.