Terminar uma relação é difícil, mas dá para evitar que seja um desastre irreparável

Dá para terminar um namoro sem ferir o (a) parceiro (a)? Muita gente se faz essa pergunta quando toma a decisão de colocar o ponto final no relacionamento. De acordo com especialistas no assunto, no entanto, a resposta na maioria das vezes é ‘não’.

De fato, é quase impossível não magoar o outro nesta situação, especialmente se quem vai receber a notícia ainda está apaixonado (a). Ainda assim, é possível minimizar o sofrimento e o estresse, principalmente se algumas condutas erradas forem evitadas.

Leia também: Gloria Kalil fala sobre a etiqueta do fim de namoro

Psicólogo e autor do livro “Relacionamento Amoroso: Como Encontrar Sua Metade Ideal e Cuidar Dela” (Publifolha), Ailton Amélio diz que algumas atitudes atrapalham a maneira como o parceiro dispensado lida com o rompimento. “O outro já vai estar fragilizado porque não foi ele quem tomou a iniciativa. Você não precisa na hora da conversa, por exemplo, desfiar aquela lista enorme de defeitos”, exemplifica Amélio.

Teste: O que seu ex-namorado representa na sua vida?

Além desse, existem outros erros que fazem esse momento ficar ainda mais difícil e tenso do que já costuma ser. Confira a seguir a lista dos mais comuns e saiba também como evitá-los.

Você pode ser firme e decidida na hora de terminar um namoro, mas não precisa ser agressiva
Thinkstock Photos
Você pode ser firme e decidida na hora de terminar um namoro, mas não precisa ser agressiva

Erro 1: Não se preparar para a conversa

Ao entrar numa difícil conversa como essa, quem vai romper o namoro já começa errando se não estiver preparado para os diferentes tipos de reações do futuro (a) ex, inclusive as negativas, que podem acontecer mesmo que você dê a notícia da melhor maneira possível.

“Às vezes, você age certo, é sincero e fala de uma maneira delicada, mas a pessoa não recebe bem, não assimila e pode até ficar agressiva. Nesta situação, você não pode fazer nada, está além do seu controle. Ela vai ficar magoada e ponto”, explica Amélio.

“Mantenha a calma, fale num tom de voz mais baixo e deixe a pessoa desabafar. É o melhor a fazer”, acrescenta Eliete Mitielo, psicóloga e diretora da agência de relacionamentos Eclipse Love.

Veja ainda:  “Namorofobia”: medo de oficializar a relação


Erro 2: Colocar a culpa toda no outro

Entre outros fatores, a insatisfação com o (a) parceiro (a) talvez seja a mais determinante para o fim de um namoro, mas isso não quer dizer que esse deva ser o tema principal da conversa. “É melhor argumentar que vocês não funcionam mais juntos, que as coisas não estão dando mais certo, focando mais na incompatibilidade do casal do que nos defeitos ou características negativas do outro”, aconselha a Eliete. Do contrário, quem termina o namoro dá a impressão de superioridade e de que não tem nenhuma responsabilidade no insucesso da relação.

Erro 3: Dizer “Não gosto mais de você”

A psicoterapeuta Margarete Volpi, especializada em relacionamentos e em sexualidade, desaconselha o uso da frase acima na hora de terminar um namoro. “São palavras muito duras, é melhor evitar dizer algo tão forte. Além disso, não é totalmente verdade, na maioria das vezes, você gosta sim e tem algum carinho pela pessoa, só não quer mais namorá-la”, analisa.

ConfiraSete atitudes para um relacionamento à distância dar certo

Na mesma linha, é preciso ter bem claro nessa hora que objetividade e agressividade são coisas bem diferentes. “É possível ser assertivo sem abrir mão da polidez. Você pode evitar os rodeios e ser franco, mas não precisa ser hostil”, avalia Amélio.

Eliete diz que uma maneira menos traumática de comunicar o fim da relação pode ser feita com a seguinte sequência de frases: “Eu já não sinto o mesmo de antes. Eu respeito e sinto carinho por você, mas não mais amor”.

Erro 4: Enviar sinais trocados ou ambíguos

Na tentativa de amenizar o sofrimento, muitas pessoas cobrem o parceiro de gentilezas antes de anunciar o fim namoro. Isso também é um equívoco. “Você está emitindo sinais trocados, que vão criar confusão. Não se pode dar flores num dia e no outro terminar sem mais nem menos a relação”, assinala Amélio.

Teste: Como você escolhe seu par?

Por outro lado, não é correto exagerar nas indicações de que a relação não está boa só para obrigar outro a tomar a decisão de terminar. “Começar a tratar mal, chegar atrasado ou faltar aos encontros é uma maneira cruel e pouco corajosa de forçar o rompimento”, avalia Margarete.

Erro 5: Alimentar falsas esperanças

Se você tem certeza de que quer terminar não use argumentos que possam indicar algo diferente disso, dando falsas esperanças para o parceiro. “Se não há intenção de retomar o namoro, evite dizer frases como: ‘Quero dar um tempo. Não estou pronto para uma relação agora”, pontua Amélio.

Erro 6: Usar os clichês da moda

Alguns já viraram motivo de piada e mesmo assim muitas pessoas recorrem a eles quando precisam terminar um namoro. São as frases clichês de rompimentos, como: “Você merece uma pessoa melhor do que eu”, “Não é você, sou eu” e “Estou precisando de um tempo só para mim”, entre outras pérolas.

“É uma bobagem usar esses chavões. Porque o outro ouve isso e sabe que você está mentindo. O mínimo que ele merece é uma conversa sincera e honesta”, opina Margarete.

Erro 7: Escolher o pior lugar

Mesmo sabendo o que falar e mesmo conseguindo lidar bem com as reações do parceiro (a), você ainda pode errar nos detalhes, escolhendo um lugar inapropriado para dar a notícia, por exemplo. “Não adianta ser um local muito movimentado, como um restaurante badalado, onde o garçom vai ficar interferindo o tempo todo”, explica Eliete, salientando que o momento exige um lugar discreto como a casa de um dos dois.

“Na maioria das vezes, no entanto, a conversa acaba acontecendo dentro carro mesmo e começa com a famosa frase: ‘Tenho uma coisa séria para falar’”, observa a expert.

Você sabe qual é a cor do cérebro do seu namorado?

Lugares discretos como o carro ou a própria casa também evitam que esse momento de intimidade difícil cause constrangimento para os envolvidos e até para quem possa eventualmente presenciar o rompimento. Por outro lado, não se pode descuidar da segurança. Avise alguém da sua confiança sobre o lugar em que você vai estar e evite locais isolados se o (a) parceiro (a) já deu sinais de agressividade.

Você anuncia que o namoro terminou, mas essa pode não ser última conversa do agora ex-casal sobre o assunto. O parceiro dispensado pode tentar reatar, ligando a todo o momento e lotando a sua caixa de e-mail com mensagens. Segundo Eliete, ignorá-lo não é a melhor maneira de resolver essa ‘saia-justa’. “É melhor atender ao telefone e dizer algo como: ‘Eu acho melhor a gente não se falar mais por enquanto’”, recomenda a profissional.

Teste: Qual erro você comete durante uma briga?

Se você trabalha na mesma empresa que a pessoa ou tem que conviver com ela por outro motivo, evite conversas sobre o antigo relacionamento, mas não deixe falar com ela. “Não custa dar um ‘bom dia’ ou falar de coisas triviais, como futebol. Essa pessoa já privou da sua intimidade e merece, pelo menos, respeito e polidez da sua parte”, finaliza Amélio.

Mais sobre relacionamentos:
"Graças ao meu ex": decepções amorosas guiam novo relacionamento
Terminou um namoro? Estudo indica que é melhor não voltar atrás
Internet já atrapalhou namoro de um terço dos brasileiros
O novo (velho) namoro: a repetição dos erros nos relacionamentos 


>>> Assine a  Newsletter , curta nossa página no  Facebook  e siga o @Delas no  Twitter  <<<

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.