“Tudo o Que Você Não Queria Saber Sobre Sexo”, escrito pela antropóloga Mirian Goldemberg e pelo cartunista Adão Iturrusgarai, traz um olhar irreverente e irônico sobre a vida a dois

Preste atenção na seguinte queixa: “Mania feia! Transa e vai dormir”. Agora veja a replica: “Não torra!”. Ilustrado num colorido quadrinho, esse diálogo até muito pouco tempo atrás era a representação perfeita de uma insatisfação feminina. Mas no livro “Tudo o Que Você Não Queria Saber Sobre Sexo” (Editora Record), escrito pela antropóloga Mirian Goldemberg e ilustrado pelo cartunista Adão Iturrusgarai, quem reclama por mais atenção depois do sexo é o homem. Recém-chegada às livrarias, a obra trata dessa diluição de papéis nas relações afetivas contemporâneas e também de outros temas que permeiam a vida a dois, como a infidelidade e o ciúme.

Miriam, que é professora da Universidade Federal do Rio de Janeiro, faz um apanhado dos seus 25 anos de pesquisas sobre as diferenças entre homens e mulheres no amor e no sexo. Mas o tom da publicação passa longe do acadêmico e todas as questões são tratadas com humor, especialmente pela presença dos irreverentes cartuns de Adão.

Aliás, Miriam acredita que o humor é fundamental para um relacionamento progredir. “O riso ajuda você a lidar com as culpas e os medos presentes numa relação, ele é libertador”, explica a antropóloga. “Por exemplo, muitas pessoas optam pelo casamento, mas preferem não ter filhos. Mesmo feliz com a situação, essa pessoa se sente desconfortável porque não é esse o papel que a sociedade espera dela. Mas quando vê a sua situação retratada de forma bem-humorada, ela percebe que pode lidar com a circunstância de maneira bem menos angustiada”, completa.


Mas apesar do tom divertido, o livro não deixa de tratar das questões importantes nas relações atuais, e mostra como a ideia de que os casais são formados pela combinação de um machão insensível e de uma mulher ultrassensível não está se encaixando mais na realidade. “Na verdade, homens e mulheres estão cada vez mais parecidos”, aposta Mirian.

Outro tema que merece destaque nessa espécie de antropologia em quadrinhos é a infidelidade. Assim, é possível saber que 60% dos homens pesquisados por Mirian já foram infiéis. Entre as mulheres, a porcentagem cai para 47%.



Com relação às motivações para a “pulada de cerca”, eles citam: ‘natureza’, ‘pressão dos amigos’, ‘genes’, ‘DNA’, ‘carne fraca’, ‘índole’ e ‘não dá para comer feijão com arroz todos os dias’. Alguns motivos delas são: ‘solidão e carência’, ‘insatisfação com o parceiro’, ‘vingança’, ‘frustações’, ‘problemas no casamento’ e ‘aumentar a autoestima’.

Além das questões específicas de namoros e casamentos, o livro traz uma amostra divertida das diferenças entre masculino e feminino. Um exemplo é a questão da inveja. Elas invejam a liberdade e força física deles, mas também o fato dos marmanjos poderem fazer xixi em pé e em qualquer lugar. E eles, o que gostariam de ter igual às moças? A reposta é cruel: nada.




Serviço:  “Tudo o Que Você Não Queria Saber Sobre Sexo” (Record), 240 páginas.
Noite de autógrafos: 12 de junho. Livraria da Travessa, Leblon - Rio de Janeiro.

LEIA MAIS NO DELAS:
Mulheres sonham em fazer sexo na Torre Eiffel, homens na Casa Branca
A ‘ariranha’ e outras mulheres de “Avenida Brasil” no amor e no sexo
Veja como é o beijo de cada signo
Vibrador pode ser o melhor amigo da mulher


> Assine a Newsletter , curta nossa página no Facebook e siga o @Delas no Twitter <

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.