Recém-casados ou há muito tempo juntos, casais avaliam o relacionamento em diversos momentos da vida

Entre as bodas de papel e de ouro estão cinquenta anos de história de um casamento. Uma união que começa com muita paixão, festa e vestido de noiva, ganha maturidade e soma realizações ao longo do tempo. A chegada dos filhos, a carreira, netos e a convivência marcam relatos de sucesso da vida a dois. A convite do Delas, casais juntos há 1, 10, 25 e 55 anos abrem o coração e dividem suas realizações, frustrações e histórias de amor.



Luciana e Daniel subiram ao altar há um ano e achavam que o começo da união seria difícil – culpa dos amigos, que fizeram uma propaganda negativa do matrimônio. Hoje são entusiastas do casamento: “Os primeiros meses pareciam férias. Pedimos pizza todo dia, recebemos amigos aos finais de semana e bebemos refrigerante no lugar de água”, conta Luciana. Agora, acima do peso, o casal criou uma rotina juntos também na academia e discutem sobre as meias usadas que Daniel deixa viradas do avesso. Um dos segredos para manter a saúde da união, para eles, é a individualidade. “Daniel e Luciana se casaram, mas não viraram Daniana ou Luciel. Somos um mais um”, diz ele.

E o tempo parece não abalar o brilho de alguns casais. “Sou uma pessoa melhor depois de casar com ele”, diz Denize Barros. Antes de colocar a aliança no dedo, há dez anos, ela e o marido Marcelo marcaram a união com uma tatuagem no pulso. O desenho está desbotado, mas a parceria se mantém forte. Eles se casaram sem festa e nem igreja, com uma cerimônia em um mirante no Rio de Janeiro apenas seis meses depois de se conhecerem. “A gente juntou os livros, a vida, os discos. Foi arrebatador”, conta ela. Agora eles já percebem as rugas e os fios de cabelo brancos do outro, têm um filho de sete anos e estão prontos para a próxima década juntos.

O conto de fadas matrimonial exige também adaptações, incluindo as financeiras. Elaine e Jair se conheceram na vizinhança, ainda adolescentes. Quando o namoro virou casamento, passaram por dificuldades financeiras para ajustar o orçamento às despesas e responsabilidades de um lar. Só então Elaine caiu na real e percebeu que a vida de casada incluía lavar roupa e preparar comida. Neste ano eles comemoraram 25 anos de casamento e conquistas: dois filhos criados e a carreira de Elaine como professora. Conversas, risadas, mais carinho, mais intimidade na cama e menos ciúme são evoluções que os dois valorizam. Agora, um sítio para Jair curtir seu sossego e muitas viagens românticas estão nos planos para os próximos 25 anos.

Maria Rosa e Pasquale também eram vizinhos quando se conheceram, no bairro do Brás, em São Paulo. Quando ela fez 18, ele a pediu em noivado. Os tempos eram outros e o casal se uniu com a premissa de ficarem juntos para sempre. E já são mais de 50 anos sob o mesmo teto e com a sensação de dever cumprido: ver a família feliz, filhos e netos juntos, era mesmo o grande sonho dos dois. Hoje Maria brinca e faz pouco dos defeitos do marido – “já acostumei”, e ele ainda se emociona falando de como sua mulher é linda.

Leia também:
Paixão após décadas de casamento é possível
Crise no relacionamento agora chega com três anos
O que as mulheres querem na cama?
A difícil definição do status amoroso no Facebook
Cinco armadilhas do amor

Clique aqui para assinar a newsletter do Delas

Siga o @delas no Twitter e curta a página do Delas no Facebook



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.